Header Ads

A polêmica continua: Diretor da Amarv considera extemporâneo e intempestivo argumentos da vereadora

O diretor jurídico da Amarv Cleodo Mércio classificou como "extemporâneo e intempestivo" os argumentos utilizados pela vereadora Marta Rodrigues (PT), para ingressar com ação no Ministério Público questionando a liberação do espaço público da Vila Caramuru para a realização de eventos privados como foi o Réveillon e agora a Enxaguada de Iemanjá.

Ele que também é presidente da Associação dos Permissionários dos novos box que funcionam na Vila Caramuru, alega que foram pagos um total aproximado de R$ 45.000.00 de taxas para o uso do espaço em um único dia, com o intuito de promover o local e gerar contrapartida para o entorno, inclusive a Colônia de Pescadores da Mariquita, com quem têm buscado integração.

Quanto à inexistência da placa da União, autorizado o uso da área que também  questionada pela vereadora, disse que não estava fixada porque ainda não havia local o que foi feito no início da noite desta quarta-feira (10). Ele garantiu ainda que está à disposição para os esclarecimentos que se fizerem necessários.

A polêmica continua: Diretor da Amarv considera extemporâneo e intempestivo argumentos da vereadora

Um comentário:

  1. estou como muitas pessoas tentando entender porque o ponto da entrada da Fonte do boi foi relocado causando transtorno aos moradores,funcionários de estabelecimentos e turistas que usam os hotéis. Quando perguntamos ao Sr.Jorge ele nos diz que esta aguardando resposta do poder publico.Será que teremos que tomar outras atitudes para que vejam o erro que foi cometido com esse remanejamento de um ponto seguro para um lugar ermo que já ouve vários assaltos que colocam vidas em jogo. Faço um desafio a qualquer representante desse poder publico para nos horários das 06hs ou apartir das 20hs fique sozinho nesse ponto esperando um buzú. Gostaria de lembrar também que o povo um dia vai se cansar do descaso que fazem.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.