Header Ads

Permissionários recebem chaves na sexta, mas Ceasinha só abrirá em meio

Permissionários recebem chaves na sexta, mas Ceasinha só abrirá  em meio Os permissionários do Mercado do Rio Vermelho (Ceasinha) vão receber nesta sexta-feira (28), às 9h, véspera do aniversário de 465 anos de Salvador, as chaves de suas novas instalações no centro de abastecimento que foi reconstruído e totalmente modernizado pelo governo da Bahia.

Na solenidade de entrega, 17 permissionários serão homenageados, representando os 139 comerciantes locais. As chaves dos boxes virão acompanhadas de um chaveiro personalizado pelo artista plástico baiano Bel Borba, morador e apaixonado pelo bairro do Rio Vermelho. A abertura do novo mercado ao público está prevista para 1º de maio.

Com investimentos de R$ 28 milhões, em parte financiados pela Caixa Econômica Federal, a área comercial construída cresceu 88%, dos atuais 4.637 para 8.725 metros quadrados, enquanto os espaços comerciais subiram de 100 para 139. As vagas de estacionamento aumentaram 140%, de 100 para 240, sendo 179 cobertas. A construção é de responsabilidade da Axxo, enquanto a supervisão das obras ficou a cargo da Conder.

As instalações provisórias, onde funcionava a Cesta do Povo, custaram R$ 3,5 milhões aos cofres públicos. Foram planejadas de forma a atender todos os comerciantes, livrando-os de grave prejuízo, caso tivessem que fechar seus estabelecimentos por mais de dois anos. A perda de faturamento da Ebal com o fechamento da loja, desde novembro de 2011, foi de R$ 26 milhões.

Trinta dias para a mudança

Depois da entrega das chaves, os permissionários do centro de abastecimento terão 30 dias para fazer sua transferência das instalações provisórias para os novos espaços, já totalmente adequados aos exigentes padrões sanitários e de segurança. Com a transferência, o mercado provisório será demolido para que sejam completadas as obras de circulação e paisagismo.

O projeto do novo Mercado do Rio Vermelho, que será um centro de compras e lazer, ampliou a capacidade de comercialização de produtos e expansão da área de gastronomia, com novos e antigos bares e restaurantes reunidos em uma praça de alimentação com diversas opções para baianos e turistas, com acesso independente e horário de funcionamento diferenciado.(Informa Secom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.