Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

A greve acabou, mas os rastros da inconsequência ficaram

A greve acabou, mas os rastros da inconsequência ficaram Depois de dois dias de terror, a cidade contabiliza várias lojas saqueadas, um prejuízo incalculável para o comercio, assaltos, roubos de veículos e vários homicídios ( mais de 40 na Região Metropolitana). Uma greve onde todos perderam, inclusive os policias, porque as conquistas obtidas, aumento da Gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET) dos praças na proporção de 25% para as funções administrativas, 45% para as operacionais, 65% para os motoristas e Regime de Tempo Integral (RTI) para os oficiais, com atualização da lei,garantia da não punição aos participantes do levante, a revisão do Código de Ética e do plano de cargos e salários, além do que já haviam conseguido, não justifica em hipótese alguma os transtornos que provocaram na capital baiana, até porque, poderiam ter conseguido esses avanços no processo de negociação que estava em andamento. 

É inconcebível a greve de uma categoria armada que tem por finalidade proteger a vida da população. Que as reivindicações dos policias por melhorias são justas, disso ninguém discorda, mas será que a paralisação é a primeira e única forma de luta? Faltou habilidade ao governo para contornar a situação? Certamente, até porque, não dá para aceitar que uma corporação tão numerosa como a da Policia Militar tenha se deixado levar por uma ou duas lideranças inconsequentes.

De acordo com informações divulgadas no jornal Correio, durante as 36 horas de greve , 25 pessoas foram mortas e outras quatros ficaram feridas em Salvador, segundo o boletim diário de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). Entre as vítimas estão crianças, adolescentes e policiais militares. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, nas últimas 24 horas, houve um aumento superior a 100% no número de agressões físicas por arma de fogo e branca na capital. Na quarta-feira o Samu recebeu chamado de cerca de 64 pessoas baleadas.

O que essa greve conseguiu demostrar de maneira muita clara foi uma marginalidade fortemente armada e uma parcela da população avida para tirar proveito da situação, roubando, saqueando, sem o menor constrangimento. Nas imagens exibidas nos canais de TV e na internet, mulheres, crianças, idosos, carregavam o que podiam das lojas e dos supermercados. Reflexo da pobreza? Resposta ao sistema que está ai? Isso somente pedindo ajuda dos sociólogos para analisar, as variáveis são muitas. O número de elementos flagrados e filmados exibindo armas de fogo na cidade revelaram um “exercito” clandestino pronto para atacar a qualquer momento. A greve acabou, mas esses são problema que estão ai, visíveis, assustadores e pelo andar da carruagem, sem solução. Mas como diz o Secretário de Segurança Pública da Bahia é preciso ter fé, e a fé não costuma falhar. Que Deus nos proteja!

7 comentários:

  1. Falta de habilidade ou, simplesmente, o governo pisou na bola ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A construção de uma greve não é tão simples assim, são muitas variáveis ainda mais em um ano eleitoral. O governo tem sua parcela de culpa sim, mas seguramente não foi o único responsável.

      Excluir
  2. Sabe? Essa greve encetada pelo poderoso PRISCO me deu até uma ideia!

    Aposentado pode fazer greve?

    Eu sou aposentado e vejo que o meu salário e os salários dos colegas estão ficando cada vez mais reduzido.

    Nos 12 anos do governo do PT o reajuste para os trabalhadores que ganham salário mínimo é bem superior ao reajuste daqueles que ganham acima do mínimo e pelo andar da carruagem, logo logo, todos vão ficar no mesmo nível. Ou seja, um engenheiro que foi aposentado pelo Teto, daqui há uns meses, vai ter que ganhar o mesmo valor que um peão qualquer que se aposentou com o valor do mínimo.

    Diante dessa esculhambação... VAMOS FAZER UMA GREVE GALERA APOSENTADA?

    Tenho dois planos:

    PLANO “A”
    Vamos fazer greve contra esse tal EMPRÉSTIMO CONSIGNADO que é a galinha de ouro dos banqueiros. Doravante, ninguém toma mais empréstimo e os que já tomaram entram com uma ação coletiva na Justiça para depositar em juízo os valores das parcelas restantes, já que as taxas de juros oferecidas não são as mesmas na hora de calcular o valor das parcelas e se você quiser quitar a divida a burocracia e a deflação rouba toda a tua energia e o prejuízo é enorme o salário. Ninguem abraça a nossa causa.

    Por isso que os banqueiros travam uma verdadeira guerra na disputa por essa clientela maravilhosa cujos riscos são mínimo e o retorno é certo.

    PLANO “B”
    Vamos fundar um banco? Já tenho até o nome do banco: BANCO DOS APOSENTADOS DO BRASIL S/A.

    Ora, Já que somos tratados com desdém, por que não fundamos um banco e fazermos o mesmo jogo dos banqueiros para ganharmos rios de dinheiro? O que mais dá lucro no Brasil?
    Banco, é claro!

    Já imaginou uma instituição financeira movimentar SALÁRIOS de mais de 30 milhões de aposentados?

    Vamos pensar nisto gente! Vamos ganhar muita grana com a participação nos lucros dessa nossa futura instituição financeira!!! Vamos emprestar ao governo e obter grandes resultados!!! Vamos sair dessa! Vamos construir pousadas de luxo em cada estado e viajar para os quatro cantos do país às custa do lucro do nosso banco!!!

    ISTO NÃO É SONHO, É POSSÍVEL, SIM!!!

    ResponderExcluir
  3. E tem mais:

    Só vai poder trabalhar no BANCO quem for aposentado.

    Se nós realmente nos uníssemos em torno dessa ideia, Já imaginou quantos empregos gerariam para a nossa classe?

    ResponderExcluir
  4. Do texto acima se extrai uma joia que considero um golpe de mestre. Veja:
    "...garantia da não punição aos participantes do levante"

    Aqui se instala um bumerangue. Ou seja, o tiro do PRISCO saiu pela culatra porque a garantia da não punição foi apenas para os policiais grevista e PRISCO NÃO É MAIS POLICIAL. Por isso mesmo acabou de ser preso e está ferrado!

    Mas, será que descumprindo, mais uma vez, a constituição os policiais vão voltar a fazer greve?

    Se isto acontecer, meus caros, tem que demitir todos esses, agora, BANDIDOS!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu também acho que policial não deve fazer greve, mas prender alguém baseado numa lei do tempo da ditadura como é a lei de segurança nacional, não dá prá engolir.

    ResponderExcluir
  6. Acho que todos saíram perdendo, a população refém, com medo, sem segurança e liberdade, os comerciantes com prejuízos de toda ordem, o governo pela falta de habilidades perdeu o apoio da população e a polícia que no meu entender teve a maior perda porque perdeu a credibilidade e seu valor como instituição que tem como pricípio e constitucionalmente de proteger e dá segurança à população baiana.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.