Header Ads

Liberou geral, parte 2

Não deu em nada a representação da Amarv e outras entidades junto ao Ministério Publico no sentido de preservar a nesga de área verde que restou no Morro do Conselho. A construção foi considerada legal e .o empreendimento de alto luxo vai de vento em poupa, não demorar e estará concluído. Mais uma vez o poder econômico se sobrepõe aos interesses da maioria e assim, como outras áreas da cidade, o Rio Vermelho cada vez mais vai perdendo a sua identidade de bairro aprazível. O mais angustiante é essa sensação de impotência diante desses absurdos.

Liberou geral, parte 2

3 comentários:

  1. O Rio Vermelho está completamente esquecido pelo poder público! É terra de ninguém! Nem a copa está servindo como justificativa para se cuidar de um bairro que é turístico! Estamos entregues!

    ResponderExcluir
  2. O Rio Vermelho dos nossos sonhos está no nosso passado. Quem teve a sorte de viver nele , teve . Quem não teve, vai ver o bairro, aos poucos, mudando as suas características.e ouvindo os mais antigos contando como era... Os tempos bons se foram. Só nos deixarão o mar poluído ´, mas a paisagem marinha não poderá ser apagada...Ainda bem !

    ResponderExcluir
  3. Há anos que esse pedaço nobre do Rio Vermelho já não pertence mais ao povo. Povo que rasteja colhendo migalhas. Eles, os empreendedores, andam de helicóptero e é lá do alto que lançam os seus olhares de águia sobre essas áreas. Eles compram até a mídia para fabricar e falsificar a opinião pública. Compram a Justiça, compram o Ministério Público. Como bem disse o ditador Hugo Chaves...

    "Jesus foi o primeiro socialista: ele dividiu o pão e o vinho, e Judas foi o primeiro capitalista: vendeu Jesus por trinta moedas."

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.