Header Ads

Como será que vai ficar o Parque depois da abertura da casa de Jorge Amado?

Como será que vai ficar o Parque depois da abertura da casa de Jorge Amado? Como será que vai ficar o Parque depois da abertura da casa de Jorge Amado? Por Sarnelli (antigo morador do Parque Cruz)

No dia da inauguração do Museu de Jorge Amado e Zélia, houve uma intensa movimentação no Parque, por conta da Transalvador e outros órgãos da prefeitura. Verdade seja dita, o pessoal da Limpurb fez um trabalho nota 10, que há muito deveria ter sido feito. Demorou, mas foi feito, e isso é o que importa! Agora, precisamos rezar para que os sujismundos não voltem à atividade e respeitem todo o trabalho e todo o esforço desenvolvido, que, no frigir dos ovos, foi pago por nós todos. Tomem conhecimento de que moramos em um bairro nobre, ainda mais agora. Foram dois trabalhos diferentes. Tirar lixo e entulhos e reorganizar o tráfego. Esta foi a parte pior!

Não havia programação alguma! Apenas um mapa do bairro sem maiores instruções, indicativo de que não houve planejamento. Placas foram plantadas a "migué" e por sugestões. Vamos por uma placa aqui? Vamos. Ô Zéeeee, coloca uma placa aquiiiii... Mãos foram invertidas, como é o caso da rua Feira de Santana, mas não foi colocada a sinalização adequada. Apenas, a 4 metros de altura, que eu tenha visto, como se os motoristas andassem olhando as estrelas , no início da rua Feira de Santana, lado da praça, que teve decretada mão única o sentido Lucaia /Pr.Dr.Carlos Batalha, sendo que nesta colocaram, "apenas" uma de contra-mão, indicando que o sentido Lucaia tinha mudado. Mais nada, acreditem! Agora, pelo menos como fizeram na sexta, parece que a rua Feira de Santana tem apenas um sentido, mas não está confirmado. Lucaia/Praça dr.Carlos Batalha. Mão única, com estacionamento de um lado.

Ainda por cima, ficamos sem saber se as providências adotadas ficaram restritas à sexta da inauguração ou se são definitivas; ontem e hoje a TRANSALVADOR, não pereceu por aqui...

Com tanto trabalho, os moradores da Rua Ilhéus se queixam e perguntam: Por que fizeram apenas alguns remendos e não a asfaltaram totalmente? Uma boa pergunta que aguarda por uma boa resposta.

Enquanto isso, ficamos, nós, moradores do Parque, aguardando uma definição e a complementação da sinalização viária que ficou incompleta. Foi tudo feito com a assinatura de operários mal treinados e supervisores indecisos...

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.