Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Lideranças e comerciantes do bairro se mobilizam para interferir e acompanhar obras de revitalização do bairro

Lideranças e comerciantes do bairro se mobilizam para interferir e acompanhar obras de revitalização do bairro
Em reunião realizada no último dia 21 de maio de 2015 às 18:00 no Restaurante Casa de Tereza, comerciantes do bairro solicitaram aos representantes dos órgãos da prefeitura, a realização de intervenções dentro do projeto de revitalização do bairro, visando corrigir problemas que afetam a comunidade. Participaram da reunião Lauro da Mata Presidente da AMARV e morador do bairro, Antonio Portela Presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e similares, Proprietário da Companhia da Pizza e morador, Sara Cardoso, Proprietária do Hotel Catarina Paraguassú e da Academia Vila Forma, Silvio Pessoa, Presidente da FeBHA , morador e comerciante, Francisco Fidalgo, proprietário do 30seg bar e morador, Virgina Da Rin Produtora cultural empresaria e moradora do bairro, Rosa Villa Boas, Gestora do Teatro SESI e moradora, Vinci Silva, proprietário da Commons bar e morador, Tereza Paim, proprietária do Restaurante Casa de Tereza e moradora, Luis Ricardo Dantas, proprietários do Lalá Bar, Mauricio Faria, proprietário da Clínica veterinária, Luis Fernando Landeiro, da galeria Landeiro e morador, discutiram e se pronunciam sobre os seguintes temas, para os quais pedem pronunciamentos formais dos seguintes Órgãos:

Secr. Infra-estrutura e Defesa Civil, NM Construções, SEMOP e Transalvador , Secretaria de Cultura e Turismo, Fundação Mario Leal Ferreira.

Com a ressalva de que nem todos os comerciantes do bairro compareceram à reunião, segue o resumo do relatório elaborado por Tereza Paim, do restaurante Casa de Tereza, para que todos, mesmo os que não comparecem às reuniões, tenham condições de acompanhar o que está em discussão. Afinal, essa será um intervenção que vai afetar a todos: moradores, comerciantes e aqueles que visitam o nosso bairro.

1. DRENAGEM:
1.1. DRENAGEM DE RIACHO EMERGENTE EM CASAS DO RIO VERMELHO QUE GERAM ALAGAMENTOS EM VÁRIOS EMPREENDIMENTOS: queremos aqui notificar a existência de um riacho que segundo moradores antigos do Bairro, é resultante de uma lagoa que existia praça Pau Brasil, próximo ao Colégio Manuel Devoto, que tinha suas águas canalizadas para a antiga fábrica de papel que existia no espaço do atual Posto Chaminé, cursando por baixo de vários imóveis do Rio Vermelho, tais como Cia da Pizza, Casa de Tereza e Hotel Bahia Park. Esse riacho deságua perto da saída do Rio Camurijipe, sem entroncar no mesmo. Alertamos que esse riacho pode ser visto no quintal dos prédios da Osvaldo Cruz, fazem fundos com a Cia da Pizza (Praça Brig Faria Rocha), a céu aberto.
Pedimos que esse riacho seja contemplado na obra para sanar de vez esses alagamentos e ainda supomos que essas águas possam ser danosas ao piso inter-travado, uma vez que essas manilhas estão quebradas em vários pontos, sub-dimensionadas e com certeza emergirão por onde for mais fácil.
1.2. SAÍDA DO RIO CAMURUJIPE NO MAR: LAURO DA MARV, colocou que em reunião recente com a Superintendência da EMBASA-Esgotos, eles afirmam que NÃO é de responsabilidade deles, fazer a obra que contempla viabilizar o desague das águas do Rio Camurujipe na Praia, problema antigo do Bairro, responsável por vários alagamentos. O fato é que quando a maré enche e o Rio também sofre acréscimo de águas da chuva, o mesmo não consegue desagua e toda a água volta para a Praça Largo da Mariquita, que chega a ter água na altura de 1m. Muitos carros já deram perda total com esses fatos.

2. INÍCIO DAS OBRA e CRONOGRAMA DAS OBRAS
2.1. Pedimos de imediato a data de início das obras, acompanhada de um cronograma previsto de cada etapa e sub-etapas, para que todos tenham conhecimento dos bloqueios em suas ruas/estabelecimentos, viabilizando assim um planejamento dos empresários no que se refere às férias e eventos programados em seus estabelecimentos.

3. TRÁFEGO e ESTACIONAMENTO: Queremos de imediato, uma reunião com a TRANSALVADOR para discussão dos seguintes tópicos, no dia 27 de maio de 2015, às 17:00h no teatro do SESI e para isso pedimos confirmação por email:
3.1. Ações planejadas para o transito em cada etapa da obra, por exemplo, na sub-etapa1 da etapa 1, como será o desvio do trânsito, o que vai fechar, o que vai alterar?

3.2. Estacionamento: quais as áreas de estacionamento durante a obra e quais as áreas no pós-obra?

3.3. Como ficarão os pontos de Vallet? Será permitido ou desviado para pontos de concentração? Onde?

3.4. Carga e descarga: haverá fiscalização rígida dos horários pré-estabelecidos? Haverá bolsões pré-definidos para essa atividade? Onde? Como?

3.5. Foi pensado em algum novo bolsão de estacionamento?

3.6. Como solução de ampliação de áreas de estacionamento, pedimos que as duas quadras de esportes que serão destruídas para virar uma só quadra, fique como última coisa da obra e que uma das quadras sirva de estacionamento durante toda obra.
4. ILUMINAÇÃO PÚBLICA
4.1.1. Pedimos que a iluminação pública seja reforçada para garantir a segurança dos pedestres que deverão crescer muito em número durante a obra.

4.1.2. Reiteramos que a iluminação traz para os pedestres uma sensação de segurança e é imprescindível para nós.

4.1.3. A Rua do Canal precisa urgentemente de iluminação para se tornar atrativa como estacionamento.
5. PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA INFORMAR SOBRE A OBRA
5.1. A comissão pede livre acesso à Agencia de Publicidade que está ocupada de desenvolver as campanhas de divulgação da obra. Queremos opinar nas peças publicitárias.

5.2. Queremos conhecer o plano de comunicação, opinar no plano de comunicação baseado no pressuposto que vivemos o bairro e como ninguém sabemos a cara que queremos mostrar ao nosso público.

5.3. Queremos transformar a obra em um atrativo de visitação – RIO VERMELHO LINDO – BOHEMIA, HOSPITALIDADE, DIVERSIDADE, ARTE, CULTURA, GASTRONOMIA E ALEGRIA é o que queremos mostrar e divulgar.
6. INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS NOS TAPUMES:
6.1. pedimos que os Tapumes da Obra tenham intervenções artísticas com grafites alegres que tronem o bairro mais atrativo. Para isso informamos o telefone de Eder Muniz Grafiteiro profissional que pode encampar essa ação. Eder Muniz – 71 9151-6610.

6.2. Queremos durante a intervenção nos Tapumes montarmos uma Mobilização que inclua artistas, moradores, empresários, convidar o público pra participar.

6.3. Faremos uma comida ao vivo na rua, com vários restaurantes, traremos nossa famílias e estimularemos outras famílias do Bairro.

6.4. Mobilizaremos a imprensa com todas as Assessorias dos Estabelecimentos e Entidades do Bairro trabalhando em conjunto
7. DO PROJETO:
7.1. Queremos receber por email o projeto definitivo para ser mostrado à comunidade do Rio Vermelho
8. PLANO DE LIXO NA OBRA E PÓS OBRA
8.1. Como vai ser a coleta nas áreas obstruídas em cada etapa da obra? Existe um plano? Queremos ter conhecimento.

8.2. Haverá alteração dos horários? Queremos saber com antecedência dessas mudanças.

8.3. A obra prevê coletores enterrados? Onde? Qual a capacidade? Isso absorve o lixo doméstico do local onde a obra vai passar?

8.4. Existe um plano de coleta de lixo para os moradores para não voltarem a jogar sacos de lixo mal acondicionados nas ruas que muito sujam e enfeiam o Bairro?
9. PLANO DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS PÓS-OBRA

10. TRIBUTOS
10.1. Pedimos isenção/redução dos seguintes impostos Municipais, durante a obra: IPTU , TFF, TLF e ISS.

11. SEGURANÇA DURANTE A OBRA
11.1. Pedimos que seja estudado a possibilidade de deslocamento da Guarda Municipal para reforço da Segurança no Bairro
12. DA COMISSÃO
12.1. A comissão será composta de representantes dos vários segmentos atuantes no bairro, representada por:

Lauro da Mata Presidente da AMARV e morador do bairro, Antonio Portela Presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e similares, Proprietário da Companhia da Pizza e morador, Sara Cardoso, Proprietária do Hotel Catarina Paraguassú e da Academia Vila Forma, Silvio Pessoa, Presidente da FeBHA, morador e comerciante, Francisco Fidalgo, proprietário do 30seg bar e morador, Virgina Da Rin Produtora cultural empresaria e moradora do bairro, Rosa Villa Boas, Gestora do Teatro SESI e moradora, Vinci Silva, proprietário da Commons bar e morador, Tereza Paim, proprietária do Restaurante Casa de Tereza e moradora, Luis Ricardo Dantas, proprietários do Lalá Bar, Mauricio Faria, proprietário da Clínica veterinária, Luis Fernando Landeiro, da galeria Landeiro e morador

12.2. A Comissão informa que todos do Bairro são benvindos para discussão e inclusão de tópicos a serem intermediados com os Órgão de Governo da Prefeitura de Salvador, e para isso informará pelo Blog do Rio Vermelho, as datas dos encontros e que será franqueado acesso a toda e qualquer interessado no tema.

12.3. A Comissão dará os encaminhamentos formais dos temas discutidos em reuniões formais com os órgão de Governo e cobrará deles posições que serão repassadas pelo Blog do Rio Vermelho.

12.4. O BLOG do RIO VERMELHO será o nosso canal formal de comunicação com a comunidade de Salvador para todos os assuntos discutidos.

Um comentário:

  1. Quero sugerir a inclusão da solução definitiva para o escoamento de águas pluviais e esgoto que deságuam na Praia da Paciência.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.