Header Ads

Que coisa feia!

Que coisa feia! Criadas para facilitar a circulação dos moradores das regiões dos circuitos do Carnaval, as credenciais de acesso nem sempre têm sido utilizadas da forma correta. Algumas unidades foram alugadas ou vendidas durante a folia. Até a manhã desta terça-feira (09), A Superintendência de Transito de Salvador (Transalvador) já havia apreendido 310 credenciais por falsificação ou uso irregular.

As credenciais permitem o livre acesso de moradores às vias do entorno dos circuitos, sendo possível a identificação de seus donos por meio do código de barras de cada adesivo. Os proprietários das credenciais que estavam sendo vendidas, alugados ou utilizadas para transporte clandestino e até mototáxi serão excluídos do cadastro de envio da autarquia no próximo Carnaval.

Os adesivos têm elementos para evitar falsificação e uso indevido. Entretanto, entre as apreensões, estão adesivos falsificados de forma grosseira. "Este ano, pensando no conforto dos moradores, distribuímos as credenciais mais de um mês antes do Carnaval, o que pode ter facilitado a ação dos falsificadores e o comércio ilegal dos acessos", destacou Fabrizzio Muller, superintendente da Transalvador, durante coletiva de balanço nesta terça-feira (09), na Sala de Imprensa Oficial do Carnaval.

Os adesivos são impressos em papel couché, menos resistente e são faqueados (cortes que fazem com que se desmembrem para impedir reutilização). Além disso, a tarja holográfica na parte inferior, uma imagem reluzente, também inibe a falsificação por meio de cópias. Muller ressaltou que a Polícia Civil já foi formalmente informada de casos de venda pela internet.

Autuações - Os agentes da Transalvador já realizaram 3.619 autuações no Carnaval 2016, 1.119 somente nesta segunda-feira (08). Ao todo, foram removidos ao pátio da autarquia 1.030 veículos, 272 somente ontem. Até a manhã de hoje (09), o órgão realizou 1.154 abordagens durante as blitzes da Operação Lei Seca, com autuação de 247 motoristas (168 por ingestão de bebida alcoólica e 79 por outras infrações), apreensão de 156 carteiras de habilitação e remoção de veículos.

O superintendente também alertou a população que utiliza os mototáxis. "Estamos também atuando na questão da legalidade do veículo, da permissão para conduzir a motocicleta e aqueles que não estão regulares estão sendo recolhidos ao pátio. É preciso muita cautela ao utilizar este tipo transporte que não é regulamentado na cidade já que muitos condutores não são sequer habilitados".(Agecom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.