Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Cidade terá esquema especial para os dias de Jogos Olímpicos.Confira

A Prefeitura montou um esquema especial de serviços de mobilidade, segurança, saúde, limpeza, infraestrutura, abordagem social, coleta seletiva e fiscalização durante os Jogos Olímpicos 2016 em Salvador. A atuação começa nesta quinta-feira (4), quando acontece a abertura dos Jogos Olímpicos na cidade, com as partidas de futebol do México e Alemanha, às 17h, e Fiji e Coreia, às 20h, na Arena Fonte Nova, e prossegue nos dias 7, 9, 10, 12 e 13 de agosto, quando acontecem jogos de futebol feminino e masculino da Rio 2016. O objetivo dessa operação especial, elaboradas com a participação das 25 secretarias e órgãos de diferentes esferas que integram o Comitê Municipal para a competição esportiva mundial, é impactar o mínimo possível no cotidiano da capital baiana e proporcionar conforto e segurança para moradores e visitantes que vão conferir as partidas.

“Os Jogos Olímpicos acontecem em um momento de extrema dificuldade do País, o que implica em um maior esforço individual de cada agente municipal, pois a realidade exige contenção de despesas. Por outro lado, essa é uma oportunidade realmente única para o turismo, pois mais de 80% da nossa receita advém do comércio e serviço, incluindo o turismo”, observa o secretário do Escritório Salvador Cidade Global, Jorge Khoury, também titular do Comitê Gestor Municipal dos Jogos Olímpicos.

Trânsito e transporte - No plano operacional da Superintendência de Trânsito (Transalvador), nos dias de jogos na Arena, a Avenida Bonocô, no sentido Comércio, não será interditada. Já no sentido Avenida Paralela, a interdição acontecerá apenas no intervalo do segundo jogo, para montagem da operação de transporte na Defesa Civil de Salvador (Codesal). No entorno da Arena, o Dique não terá tráfego invertido e o perímetro de segurança de trânsito será interditado três horas antes do início da rodada em pontos específicos: Dique do Tororó, Campo da Pólvora, Ladeira da Fonte das Pedras, Ladeira da Telebahia e no Jardim Baiano.

Serão, ao todo, 35 barreiras fixas e móveis, sempre três horas antes de cada partida. A ação é parte do planejamento de mobilidade executado pela autarquia, que também estabelece quatro estacionamentos remotos em shoppings, 625 vagas de Zona Azul e rotas específicas para pedestres e usuários de ônibus, táxis e metrô. O suporte à operação será garantido por 350 agentes de trânsito, 56 viaturas, 15 moto-viaturas, 15 guinchos e uma base operacional no Dique do Tororó.

Para o transporte do público, serão disponibilizadas seis linhas expressas de ônibus shuttle, que começarão a funcionar de três a quatro horas antes do início da partida, com encerramento duas horas após o final do jogo. Dessas, uma é destinada a pessoas com mobilidade reduzida. As linhas shuttles sairão do Salvador Norte Shopping, Aeroporto, Salvador Shopping, Shopping da Bahia e Shopping Barra. Todos os detalhes sobre o trânsito e transporte durante os jogos olímpicos em Salvador podem ser conferidos no site www.mobilidadenasolimpiadas.salvador.ba.gov.br.

Saúde – Para o evento olímpico, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai direcionar o atendimento para Unidades de Referência do Entorno da Arena (UPAs Brotas e Vale dos Barris) e Samu. Nos dias de jogos serão realizados testes rápidos de HIV. No pré-hospitalar móvel estarão disponíveis 66 unidades habilitadas, e no pré-hospitalar fixo serão 14 Unidades de Pronto Atendimento. Além das ações de promoção, proteção e controle de risco, a SMS tem como meta oferecer respostas rápidas e coordenadas em caso de situações que envolvam acidentes com múltiplas vítimas e catástrofes.

A Vigilância Sanitária volta a sua atenção, entre outros aspectos, para prevenir problemas sanitários como a chegada de pacientes com doenças de outros países; comércio de alimentos fora do padrão sanitário; qualidade da água de consumo humano; surtos de doenças transmitidas por água e alimentos; estruturas, equipamentos e insumos fora do padrão sanitário e desastres naturais, entre outros. A área de atuação abrange toda a cidade, principalmente na Arena e entorno, hotéis oficiais do evento, centros de treinamento e em pontos específicos como bares, restaurantes, rede hoteleira e festas. Nos dias de jogos serão realizadas inspeções na Arena para avaliação dos pontos de água de consumo humano e alimentação, serviço de saúde e do estádio como um todo.

Segurança – No âmbito do município, a segurança fica sob a responsabilidade da Guarda Civil Municipal que atuará nas forças de segurança do Plano Tático de Segurança Integrada para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Os 600 agentes que atuarão no esquema especial também estarão presentes no apoio às ações coordenadas de fiscalização e ordenamento da cidade, interagindo diretamente com as equipes de trânsito e fiscalização.

Fiscalização - Ordenamento da cidade, cadastramento de ambulantes e combate às ações de falsificações e de proteção às marcas patrocinadoras das Olimpíadas compõem a operação especial da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). O objetivo é assegurar o cumprimento da Lei Nº 13.284, de 10 de maio de 2016, que dispõe sobre as medidas relativas aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 e aos eventos relacionados, e que institui o Ato Olímpico, no âmbito da administração pública federal. Também no âmbito das responsabilidades da Semop está à segurança do banho de mar nas praias, atividade da Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar).

Limpeza e manutenção -
Executada pela Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), a limpeza urbana será intensificada antes, durante após os jogos, com serviços de varrição, pintura, lavagem de vias e roçagem. A Secretaria Municipal de Manutenção da Cidade (Seman) também atua na preparação da cidade com ações de caráter preventivo e corretivo nos principais corredores de tráfego e no percurso das delegações (hotéis, centros de treinamento e Arena Fonte Nova). Dentre as principais atividades desenvolvidas, destacam-se manutenção e conservação dos dispositivos de micro e macrodrenagem; e recapeamento;

Coleta Seletiva –
A Secretaria Cidade Sustentável (Secis) atuará acompanhando a coleta seletiva de materiais recicláveis no entorno da Arena, que será executada por três cooperativas – Coopcicla, Cooperativa União e Copibariri. A atividade contará com 15 catadores cooperativados que terão a responsabilidade de coletar e destinar os resíduos secos (recicláveis) das áreas localizadas no entorno da Arena. Durante os jogos os cooperativados trabalharão cinco horas diárias para ter um alcance maior das atividades de coleta seletiva antes e após os jogos. A expectativa é de que sejam recolhidos aproximadamente 1 tonelada de materiais durante a competição esportiva.​

Cidade terá esquema especial para os dias de Jogos Olímpicos.Confira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.