Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Madrugada no Rio Vermelho é uma verdadeira zorra total!

Essa é a situação durante a madrugada na Rua da Paciência, no Rio Vermelho. Quatro horas da madrugada de domingo e prossegue um barulho infernal, som mais alto do que trio-elétrico, um verdadeiro Carnaval fora de época com pessoas bebendo e dançando no meio da pista. Só mesmo uma cidade sem lei para admitir uma bagunça dessa em um bairro onde tem residências com crianças, pessoas idosas que não podem ser submetidas a essa tortura de permanecerem a noite toda acordadas porque uma galera decidiu transformar todos os finais de semana a rua em uma pista de dança sob o olhar complacente dos órgãos que deveriam zelar por manter a ordem e fazer cumprir as leis. Se acontece um tumulto com uma multidão dessa quem vai controlar? A 12ª CIPM não tem efetivo suficiente para intervir. Esse é o tipo de evento que demanda um esquema tanto de fiscalização como de policiamento semelhante ao empregado nas festas de largo. Já passou da hora do poder público pensar em uma solução antes que aconteça uma tragédia! No dia 2 de fevereiro a prefeitura impõe horário para terminar a sonorização na rua, mas no restante do ano não consegue fazer cumprir nem a lei do silêncio, vá entender!

Leia também: 

47 comentários:

  1. E preciso organizar um movimento com os moradores do Rio Vermelho para manifestarmos nossa indignação no local onde acontece essa baderna.

    ResponderExcluir
  2. Prezada equipe do Blog, boa noite, a página abaixo se chama SOS Salvador Cidade do Barulho:

    https://www.facebook.com/SOSSalvadorCidadeDoBarulho/

    Publicamos recentemente artigo sobre essa postagem do Blog.

    A página SOS Salvador Cidade do Barulho tem como objetivo geral publicar e refletir mídias, textos, etc, sobre a Poluição Sonora, enfermidade urbana que aflige Salvador, e atualmente busca promover, e divulgar entre Associações de Bairro, a proposta do Programa Municipal de Educacao e Controle da Poluição Sonora. Convidamos as associações de bairro para participarem dessa ação da sociedade civil.

    Segue proposta do projeto:

    https://www.facebook.com/SOSSalvadorCidadeDoBarulho/photos/a.1751541408447291.1073741828.1483049141963187/1885029131765184/?type=3&hc_location=ufi

    ResponderExcluir
  3. Mas a associação e muitos moradores foram a favor da intervenção elitista no maior espaço que tínhamos, onde as pessoas se reuniam e curtiam à noite. Agora o finado Mercado do Peixe é gormet então as pessoas vão para a rua que é um espaço público.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. A maioria usa a rua, claro. O fedor no outro dia é testemunha.

      Excluir
  5. Não vejo problema. Tem banheiro, segurança, e o local não fica perto de moradias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você entendeu que o problema é a emissão sonora em horário proibido e que A PM deveria ter um efetivo maior para essa quantidade de pessoas? ENTENDEU?

      Excluir
    2. Sou moradora da Rua da Paciência, para muitos nós somos invisíveis deve ser porque na rua da Paciência não mora e elite do Rio Vermelho. A calçada do prédio onde resido virou sanitário público. Tem idosos e crianças no prédio que não conseguem dormir durante os finais de semana.

      Excluir
    3. Com certeza, deve fazer parte da turma que INCOMODA com o som alto, sem limite de horário. Você mora perto desse local? Duvido!

      Excluir
    4. Que porra nenhuma, a rua é publica, fecharam nossos pontos de encontro e fizeram ponto para famílias, e o rio vermelho sempre foi um ponto de encontro nos fins de semana, e no local sempre existiu casas de show onde avia muito barulho, entendo que não é por que a rua é publica que muitos sem noção tem que ir mijar, mas vc acha que acm ou a policia vai intervi em que?? Ta indo mais dinheiro pro bolso dele bb

      Excluir
    5. Quem tem ganhado dinheiro nessa esculhambação é ambulante e traficante.
      Porque nos bares e restaurantes do local ninguém consegue ficar, tamanha bagunça e som alto.

      O problema não é usar da rua para ponto de encontro, a questão é a ilegalidade e incomodo dos direitos do próximo, com som de carro na maior altura até de madrugada.
      Como querer ter direitos se não se respeita o dos outros?

      Excluir
  6. Para um bando de irresponsáveis que não moram lá tem um monte de justificativas para incomodar...! Tomara que os assaltantes descubram o local como bom campo de trabalho....!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desejando mal ao próximo? Cuidado para não voltar tudo em dobro para você :)

      Excluir
    2. Pois é Paulo, tudo que vai voltar querido.

      Excluir
    3. Eu desejo para a porta da casa de vocês a mesma bagunça e incomodo que causam aos outros. Quem sabe assim vão se dar conta que existe o OUTRO, e que esse precisa ser respeitado.

      Excluir
  7. A situação atual é caótica, como bem mencionaram acima no dia 2 de fevereiro a prefeitura impõe horário para terminar a sonorização na "rua". Os carros estacionados na via com som alto e pessoas na pista em contrapartida a Sucom age na troca de favores impondo regras nas casas que pagam impostos e gera trabalho e que fecham as casas em horários adequados. O que não acontece nesse recorte aí depois da abertura do CHUPITO bar que assim como a reforma modificou toda a dinâmica desse lado do Rio Vermelho.

    Um dos principais problemas aí foi a partir da abertura desse bar que funciona de quarta a DOMINGO até as quatro da manhã com som alto e sem portas com isolamento acústico.

    ResponderExcluir
  8. AMOOOOOOOO! TO LA TODO SABADO E TODA SEXTA! Voces que nao tao conseguindo dormir deveriam descer pra la pra dançar com a gente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMOOOOOOOO! Garanto que seus familiares devem estar dormindo tranquilamente, descansando depois de uma semana de trabalho, enquanto os moradores dessa rua ficam reféns de um bando de jovens individualistas,mal educados que não sabem o que é ter ética,limite e respeito ao próximo.Triste país!

      Excluir
  9. A verdade é que a cidade é carente em área de lazer para o povo, e sempre que a periferia encontra um local que dê para se divertir, se expressar a elite se incomoda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei qual o seu nome, mas você está desviando o rumo do debate, ninguém aqui está falando em proibir e nem impedir que as pessoas ocupem as ruas, o que está se discutindo é se esse lazer ao qual você se refere inclui o som de trio elétrico a noite toda. Infelizmente não dá para dialogar com quem tem esse conceito de cidadania.

      Excluir
  10. A burguesia se incomoda com escolas publicas em area nobre, como é que não vão se incomodar com o lazer do povo ? kkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. O seu direito acaba onde começa o dos outros, ninguém está questionando o direito das pessoas se divertirem e nem ocuparem as ruas, mas é preciso bom senso. Nada justifica um som nas alturas durante toda a madrugada infernizando a vida das pessoas que trabalham e precisam dormir durante a noite. Isso não é guerra de burguesia e periferia como alguns estão querendo induzir, isso é respeito à convivência. É muito bizarro isso, porque um grupo de pessoas quer se divertir com som nas alturas durante a madrugada, a rua toda tem que ficar acordada, tá bonito isso? Existe espaço para todo mundo, mas é preciso uma boa dose de simancol, viu!

    ResponderExcluir
  12. CHOREM!!!!
    não queriam a reforma de netinho? recebam agora. qual o problema da população utilizar a rua???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nenhum problema de utilizar a rua meu caro anônimo, o que está se discutindo aqui é uma coisa que se chama lei do silêncio, se você não sabe o que é isso, procure se informar! Ate no Carnaval tem horário para acabar o barulho e por mentalidade igual a sua é que esse pais está na esculhambação. Todo mundo só quer saber de seu direito, dever nada!

      Excluir
    2. Gente, não adianta argumentar com que não tem senso critico, discernimento, eles não sabem interpretar o que leem... Enfim, estão alienados que se trata de uma questão social, no intuito de incomodar, porque, infelizmente, esse é o perfil dessa geração. Querem se "destacar" dos demais a qualquer custo, mesmo que de forma pejorativa/negativa.

      Excluir
  13. Antes eu frequentava o mercado do peixe, colocava meu carro de som lá, era uma maravilha. só que derrubaram o mercado de pexe e fizerem aquele negocio lá quye não posso ir, ai vou pra rua!

    ResponderExcluir
  14. Se o lugar ta vazio vcs reclamam se ta cheio de gente se divertindo vcs tbm reclama pqp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô meu querido, aqui ninguém está reclamando se o povo está ou não nas ruas, op que nos estamos pedindo é para que o bom senso prevaleça e coloquem o som em um volume que não perturbe o sono das pessoas, de resto, vocês podem fazer o que bem entenderem. Quem tem que fiscalizar a rua é a prefeitura, a gente só quer ter o direito de DORMIRRRRRRR!!!!!!!!!

      Excluir
  15. Veja só, por que você não coloca seu carro com o som nas alturas na porta de sua casa? no rua onde vc mora? É logico que o bairro é um lugar publico, por isso mesmo tem que ser observado o direito de todos, os de vocês de festejar e o nosso de dormir. Em todo lugar do mundo existem leis que são respeitadas, só aqui que se vê isso!

    ResponderExcluir
  16. Existe o direito ao sono. Ponto final. Não sou elitista. Só digo que qualquer um que queria dormir, que trabalha cedo, que fez uma noitada, ou simplesmente quer descansar, se chatearia com barulhos depois do horário combinado. Isso é uma cidade, porra! Liguem seus carros com som alto, sejam felizes, se divirtam até o horário combinado. No país onde morei, deu horário a polícia vinha e fechava o estabelecimento que não respeitasse o horário combinado, sob ameaça de uma multa gostosa. Se você não consegue pensar como cidadão, faça aquele jogo infantil de se colocar no lugar do outro. Pense aí, você com sono, tendo de descansar, ou com avó em casa, ou bebê, mas tendo um VOCÊ que não acha que tem que respeitar horários, com som nas alturas...

    ResponderExcluir
  17. Qui porra nenhuma não vai adiantar nada isso se de alguma forma não de pra ir mais lá. Vamo ir pra outro local a equipe da curtição não para...

    ResponderExcluir
  18. Isso é exagero, se fosse dia de semana até entendia... mas se os espaços para esses tipo de lazer não está funcionando ou algo do tipo, o jeito é ficar assim mesmo.. sai dos limites claro, mas nao nesse exagero, tem banheiro e a maioria usam o baheiro e tambem vao para areia, vejo direto a fila do banheiro imensa.. e dificilmente rola uma briga algo do tipo, rola mas bem pouco

    ResponderExcluir
  19. Concordo com a Marcia Meneses. Uma cidade nao deve ser planejada apenas para quem curte o "silêncio". Boemios tb pagam impostos.

    Saudades do Mercado do Peixe!

    Onde estão os espacos públicos de Salvador que permitam em Segurança que cidadaos possam curtir a noite a sua maneira?

    Nao sou fa desse tipo de "curticao", prefiro um bom whisky num espaco coberto, ouvindo uma "boa música" (gosto pessoal). Mas entendo perfeitamente que as pessoas busquem locais onde se sintam seguras para ouvir suas músicas e dançarem até o dia amanhecer.

    Isso faz parte da nossa cultura, esse eh o povo baiano. Vcs conservadores queiram ou nao.

    ResponderExcluir
  20. Concordo com a Marcia Meneses. Uma cidade nao deve ser planejada apenas para quem curte o "silêncio". Boemios tb pagam impostos. Saudades do Mercado do Peixe! Onde estão os espacos públicos de Salvador que permitam em Segurança que cidadaos possam curtir a noite a sua maneira?

    Nao sou fa desse tipo de "curticao", prefiro um bom whisky num espaco coberto, ouvindo uma "boa música" (gosto pessoal). Mas entendo perfeitamente que as pessoas busquem locais onde se sintam seguras para ouvir suas músicas e dançarem até o dia amanhecer.

    Isso faz parte da nossa cultura, esse eh o povo baiano. Vcs conservadores queiram ou nao.

    Com certeza a solução não deve ser a utilização da força de polícia para atender aos seus interesses apenas por entender que a forma de "curtir a vida" daqueles cidadãos ofende a sua forma de "curtir a vida"

    ResponderExcluir
  21. Gente é o Rio Vermelho,com casas de show e festas,não gosta se retira,isso não foi em domingo nenhum,pq festas em RV são de sexta e sábado,começa as 22:00 e acaba a hora que quiser,a rua é publica. NÃO NGM INVADINDO A CASA DE NGM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha que tem direito de ouvir música alta até a hora que quiser?! Eu acho que tenho direito a dormir a hora que EU quiser. Por isso existe a lei do silêncio que limita o volume do som e a o horário que esse pode ser usado. Logo, ambos temos o direito (limitado) de fazer o que queremos, e a lei vai regular essa relação. Mas, o seu direito acaba onde o meu começa e vice-versa. Eu tenho que aceitar que você pode ouvir seu som na maior altura até as 22hs, e você tem de aceitar que após às 22hs eu tenho de ter silêncio para dormir. Consegue entender essa analogia?

      A questão é só essa, o incomodo da maioria dos moradores daquela região em relação ao som alto até de madrugada, impossibilitando a paz para o sono. Nem todo mundo quer participar dessas festas e isso deve ser respeitado, vocês concordando ou não.

      Excluir
  22. Quisera Salvador tivesse mais gente ocupando as ruas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, porque o que vejo parece ser um bando de ser irracional, individualistas, sem senso de civilidade, que não se preocupam ou respeitam o outro. Não tem noção de que seu livre arbítrio é limitado pelas legislações que regem a sociedade civil, e que além dos seus direitos, possuem também: DEVERES E OBRIGAÇÕES.

      Então, eu também estou sentindo falta de GENTE ocupando as ruas.

      Excluir
  23. Terra sem lei bagunça impera,terra sem educação e sem respeito ao direito do outro o caus toma conta. Precisamos educar as crianças se queremos melhorar a nossa sociedade, pois a maioria dos adultos não da mais para educar,como dizem:burro velho empaca até com a sua própria sombra.Respeitar o direito do outro é dever de todos,porque o seu direito termina onde começa o do próximo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.