Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Policia Civil Baiana decide paralisação de 72h este mês

Servidores reivindicam publicação do decreto que regulamenta as promoções e protestam contra violência e más condições de trabalho.

Policia Civil Baiana decide paralisação de 72h este mês

Os policiais civis da Bahia decidiram em assembleia promovida pelo SINDPOC na manhã desta quarta-feira (30) paralisar as atividades por 72h nos dias 18, 19 e 20 de agosto (início às 8h do dia 18 até às 8h do dia 21). A paralisação é em protesto aos crescentes casos de homicídios contra policiais registrados no Estado nos últimos meses; falta de estrutura nas unidades de polícia; o fosso salarial entre as carreiras da Polícia Civil e o atraso na publicação do Decreto que regulamente as promoções da classe II para I.

Este ano, foram registrados na Bahia vários casos de policiais mortos. De janeiro a julho já morreram cerca de dezessete, sendo três civis. A publicação do decreto que regulamenta as promoções é outra questão reivindicada pelos servidores. O governo ficou de publicar em abril e até agora nada.

“O pessoal já não suporta mais esperar, eles querem que seja dada uma deliberação quanto a isso logo, até porque é uma questão de merecimento”, ressaltou o presidente do sindicato Marcos Maurício ao destacar o fosso salarial entre delegado e as demais carreiras da Polícia Civil como outro ponto de discussão da categoria.

“Não é possível que dentro de uma instituição que possui sete carreiras, onde todos trabalham e trabalham muito para que a violência diminua ter um grande distanciamento salarial como o que existe hoje”, indagou ao salientar que o sindicato está buscando a redução ou a aniquilação total desse fosso entre os salários, que é aviltante. Informação de Michele Coutinho da Ascom SINDPOC 

CONFIRA OFICIO 031/2014

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.