Header Ads

Entidades do bairro entram com representação contra a Embasa no Ministério Público

Entidades do bairro entram com representação contra a Embasa no Ministério Público Entidades do bairro entram com representação contra a Embasa no Ministério Público

A Amarv juntamente com outras entidades do bairro, deu entrada a uma representação junto ao Ministério Público, pedindo que a Embasa solucione o problema dos esgotos dos domicílios que ainda são jogados no Rio Lucaia, causando sérios prejuízos a moradores e comerciantes instalados ao longo da Rua do Canal e entorno. Por diversas vezes representantes da Amarv estiveram com diretores da empresa de água cobrando providências, sem obter êxito. Há anos os moradores convivem com um fedor insuportável que exala da água fatídica e todo tipo de inseto encontrado no local, ambiente propício à proliferação. No documento encaminhado ao MP, as entidades alegam que se trata de um caso inquestionável de saúde pública e o Estado não pode ser conivente com a situação.

Leia também:

Continuamos aguardando resposta da Embasa para esgoto clandestino na praia da Rua Fonte do Boi

Jornal A Tarde publica matéria sobre abandono da Praia da Paciência

Bonitas e abandonadas

Rio Lucaia, até quando isso vai continuar?

Esgoto ou água pluvial?

Entidades do bairro entram com representação contra a Embasa no Ministério Público Entidades do bairro entram com representação contra a Embasa no Ministério Público
Acumulo de água pluvial (de acordo com a Embasa) na Praia de Santana. Imagens de 30.12.14

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.