Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Crime Ambiental na Praia do Buracão

Uma arraia-jamanta, espécie sob proteção ambiental, foi pescada e morta na Praia do Buracão, no Rio Vermelho, na manhã do dia 11.01.15. Segundo banhistas, o animal tinha cerca de 2,20 metros de envergadura e mais de 100 quilos. Para conseguir retirar o animal da água, o pescador acertou um arpão entre os olhos da arraia. A pesca foi comercializada na praia por R$ 12 o quilo.
Crime Ambiental na Praia do Buracão
Foto divulgação

Um banhista, que preferiu o anonimato, contou que a arraia foi retirada por volta das 9h30 e começou a ser cortada cerca de duas horas depois. Nesse período, foi tentado contato com a Polícia Ambiental e com o Ibama, sem sucesso. “Liguei para o 192, para o 190, para a Polícia Ambiental, que não atendeu. Também tentamos falar com o Ibama, mas parece que eles não têm plantão de fim de semana”, contou um banhista.

A Companhia de Polícia Ambiental (Coppa) foi acionada e quando chegou ao local, encontrou um homem com parte da arraia. Ele foi conduzido à Central de Flagrantes, negou que tivesse pescado o animal e disse que tinha sido pago apenas para tratá-lo. (Informações Amanda Palma-Correio 24h)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.