Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Onde Ir no Rio Vermelho

Por ERIC Smillie, 14 outubro, 2015
Publicado no The New York Times

O mais elegante bairro de Salvador tem ruas de paralelepípedos, diversas praias , muitos hotéis elegantes, salas de música, galerias, espaços musicais e restaurantes.

O bairro do Rio Vermelho em Salvador manteve o seu estilo praiano e boêmio, assim como a linha do horizonte da cidade, capital do estado da Bahia, aumentou com o brilho dos arranha céus no topo da falésia do bairro. A área tem sido um lugar de encontros culturais desde pelo menos o início de 1500, quando o náufrago Português Diogo Álvares disse ter sido levado a se banhar aqui, onde se instalou no meio do povo Tupinambá, e se casou com a filha de um chefe local. Esta união entre os dois povos tem sido celebrada na poesia, cinema e até mesmo nas marchas carnavalescas. Hoje, o Rio Vermelho surge como o mais elegante bairro de Salvador, graças às suas ruas de paralelepípedos, vastas praias (algumas usadas principalmente por pescadores artesanais), e uma abundância de hotéis-boutique, salas de música, galerias, espaços de arte e restaurantes.

Acarajé da Dinha

Esta tenda de frente para o oceano na Praça de Santana, serve alguns dos melhores acarajés da cidade, uma comida de rua afro-brasileira feito de bolas de purê de feijão-fradinho que são enchidos com molho picante e camarão salgado. Uma multidão de pessoas faz fila para pegar o acarajé, e em seguida se sentarem numa das mesas dos inumeros bares ao ar livre, e pedirem umas cervejas bem geladas. Rua João Gomes 25, 55-71-3334-4350; casadadinha.com.br

Onde Ir no Rio Vermelho
Crédito João Pina para The New York Times 

Lala Multiespaço

Inaugurado no ano passado, este corajosamente pintou os quatro andares do edifício, onde são anfitriões de vibrantes expressões artisticas, incluindo música ao vivo, exposições de arte, filmes, teatro, e até mesmo uma pequena loja de chapéus No quarto andar, um bar de vinhos especializada em garrafas da América do Sul se abre para um deck com uma vista completa do Atlântico. Rua da Paciência 329; facebook.com / lalamultiespaco

Onde Ir no Rio Vermelho
Crédito João Pina para The New York Times

Casa de Tereza

Neste três anos de idade do restaurante, a chef celebridade regional TerezaPaim, usa ingredientes locais para preparar versões inspiradas de pratos baianos como moqueca de frutos do mar, um guisado rico que chega aborbulhar na mesa, servido numa bacia de ferro fundido transbordando delagosta, camarão e peixe e coberto com coentro e brilhantes pimentasvermelhas. Rua Odilon Santos 45, 55-71-3329-3016; casadetereza.com.br

Onde Ir no Rio Vermelho
Crédito João Pina para The New York Times

Boteco do França

As cadeiras e mesas pretas dobráveis de madeira, alinham esta viela de pedestres, do lado exterior deste bistro, que de longa data serve um delicioso bife com molho espesso de pimenta e um filé de salmão colocada sobre fatias de manga bem doce. Rua Borges dos Reis 24, 55-71-3334-2734

Onde Ir no Rio Vermelho
Crédito João Pina para The New York Times

Rhoncus Pub & Beer Store

Este animado e jovem pub, tem no seu cardápio cerca de 250 qualidades de cervejas, muitas delas da crescente fabricação artesanal brasileira, como a Cervejaria Invicta Damiana, uma cerveja feita com perfumadas flores da América Central. Shows ao vivo de bandas de rock e blues, e paredes decoradas com bandeiras de equipas de futebol local completam o cenário deste clássico pub.

Onde Ir no Rio Vermelho
Crédito João Pina para The New York Times

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.