Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

No Posto de Saúde da Pituba cartão do SUS só para quem vai vacinar. Pode isso?

Relato da maratona de um cidadão para conseguir um simples cartão do SUS

Decido emitir o cartão do SUS, preencho a requisição na internet leio as regras impressas no protocolo: 1. prazo estipulado até 25 de novembro; 2. levar os comprovantes de identificação e endereço pois os mesmos serão verificados presencialmente.

No Posto de Saúde da Pituba  cartão do SUS só para quem vai vacinar. Pode isso?
Fachada em 2012 do Posto de Saúde da Pituba

Ligo para o numero que está impresso no protocolo, 136, opção 8, após 5 minutos de espera sou atendido educadamente, sou informado que devo ligar para um telefone atualizado da Secretaria Municipal de Saúde, agradeço e ligo para o numero informado, uma gravação da operadora do serviço de telefonia informa que aquele numero mudou para, 71 3202-1074. Nesse telefone sou atendido, após algumas consultas ao sistema e aos colegas naquele setor, ele retorna: -senhor, o posto de saúde na Pituba que fica em frente ao ponto das baianas de acarajé na orla emitirá seu cartão SUS após apresentação dos documentos originais que comprovam os dados inseridos no sistema no momento do cadastro. Ainda insisto, -será necessário apresentar fotocopia destes comprovantes? Ele responde, -não senhor, basta apresentar os originais. Agradeço e encorajo-me a ir ao posto.

Chegando a recepção do posto de saúde municipal, percebo a superlotação. Observo por alguns instantes que apesar de um numero significativo de atendentes o mesmo é insuficiente, pelo menos para aquela manhã(10h de 09/11/15). Consigo informação com um dos atendentes que não sairia com o cartão do SUS porque naquele posto o cartão só pode ser emitido para pessoas que irão vacinar-se. Relutei em acreditar e pedi informação a outro funcionário, este me dirigiu ao primeiro andar.

Ao chegar no primeiro andar vejo uma senhora esperando, uma atendente, um computador, a impressora dos cartões e mais dois rapazes fardados que estavam mexendo exatamente na conexão da impressora com o computador. Pensei, -me fu**, a impressora está com problemas. Após cumprimentos, sou informado que mais uma pessoa estava na minha frente, decidi esperar. Os técnicos concluíram e chamaram a primeira da fila. Ela apresentou os documentos, fotocopias e pude ouvir que estava indo vacinar-se. pensei novamente, -me fu**.

Chegou minha vez, ao apresentar o protocolo, a atendente, com um ar de lamento, ratificou: -só podemos emitir o cartão para as pessoas que irão vacinar-se e não só isso, o senhor não trouxe as copias dos originais e somos obrigados a retê-los. Deixei o local inconformado e sem fila, não havia mais nenhum cidadão para a emissão do cartão SUS.

Decepcionado e com a certeza de que nosso serviço público é caro e ineficiente, mesmo com servidores e estrutura minima, conseguem perpetuar a improdutividade e o descaso. Decidi que ficarei sem cartão. E mais uma vez pensei, -tamo todos fu**.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.