Header Ads

Desabafo de um contribuinte, eleitor e cidadão

Na intenção de melhorar(sem sucesso) o trânsito no Rio Vermelho todo o tráfego da orla foi direcionado para as ruas Eurycles de Mattos e Bartholomeu de Gusmão sem as devidas precauções, avaliações e adaptações que qualquer rua demanda quando a intensidade de seu tráfego é ampliada absurdamente. Sim, tomaram algumas providências, proibições de estacionamento e algumas placas não bastam. Visita da Transalvador que só acontece nos horários amenos(comercial) é improdutiva, devem acontecer no horário do rush, 6h às 9h e 17h às 21h.

Na rua Eurycles de Mattos, tempo atrás, uma empresa cortou a pista de uma calçada a outra (em frente ao Edf. São José de um lado da rua e em frente a uma residência de dois andares do outro lado) para passar cabos subterrâneos, fizeram um recapeamento de baixa qualidade que não suporta o fluxo de veículos atualmente majorado, cedendo em vários pontos em toda sua extensão e causando constantes buracos que danificam suspensões e pneus dos carros colocando todos em situação de risco e favorecendo acidentes. A Prefeitura apareceu semanas após a abertura de mais um novo buraco, limitando-se a recapear o recapeamento. O resultado disso? Todos os imóveis da área trepidam freneticamente a cada passagem de veículos grandes, chegando ao ponto de talheres ou copos caírem da mesa, principalmente os ônibus , quando raramente o trânsito está livre, desenvolvem velocidade superior ao limite permitido na via, talvez estejam esperando rachaduras ou desabamento de imóveis para tomarem uma providência definitiva.

Na rua Bartholomeu de Gusmão o caos se repete e já foi apontado neste Blog algumas vezes, apesar da  alteração no tráfego não é possível perceber intervenções da Prefeitura além de sinaleiras piscando sempre no amarelo, o pedestre que se dane. O Cruzamento da Bartholomeu com a Paciência também é absurdo para o trânsito de veículos fazendo com que a vida de pessoas estejam em constante risco.

Diante deste quadro é possível notar também, a ineficiência da Prefeitura na fiscalização do transporte público, na idade dos veículos(precários) que trafegam nestas vias, notadamente de duas empresas, Costa Verde e Litoral Norte, quando estão identificadas. A emissão de ruído destes transportes públicos também é absurdamente alta denunciando a falta de manutenção e fiscalização adequada. Sobre a emissão de ruído não se restringi aos ônibus, mas inclua ai a frota dos caminhões  de lixo que trafegam e coletam nessas vias, não só os que coletam o lixo da área mas, já tem alguns dias, que tem uma equipe que para diariamente após as 23h,  na rua Eurycles de Mattos com o processador de lixo funcionando, só para fazer uma parada estratégica de descanso, bate-papo entre eles, aos berros(pois devem estar surdos, aqui cabe segurança do trabalho) outro dia tive a “oportunidade” de saber que o motorista iria “tomar várias” após o plantão, para comemorar o nascimento de algum ente.

Recorro a este veículo por não ter certeza de quais e quantos órgãos da prefeitura devo dirigir-me para encaminhar estas observações e solicitações.

Desabafo de um contribuinte, eleitor e cidadão

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.