Header Ads

Investigação sobre esgotos clandestinos será iniciada no Rio Vermelho

A rede de esgoto do Largo do Porto da Barra passará por intervenções a partir de segunda-feira (23), com duração de cinco dias. A ação definida pela Superintendência de Obras Públicas de Salvador (Sucop), vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas, em parceria com a Embasa, tem como objetivo interromper o lançamento de dejetos na praia, sejam pluviais ou da rede de esgoto. A obra vai ocupar um trecho de 20 metros da calçada, próximo ao Instituto Mauá, com retirada de toda pavimentação, escavação subterrânea e troca da tubulação de manilha cerâmica por vinil forte. Com a etapa concluída, a laje deverá ser refeita e a prefeitura passará a colocar o piso intertravado. A Transalvador acompanhará a intervenção. De acordo com a Embasa, a situação é causada por uma obstrução na rede de esgoto e pelas instalações clandestinas, que lançam o esgoto diretamente na rede de água pluvial. "Junto com a Embasa estamos fazendo essa investigação também nos bairros do Rio Vermelho e Pituba para identificar moradores com essas redes clandestinas. É um trabalho demorado, investigativo, mas a Embasa tem sido uma grande parceira para solucionar os problemas dessa natureza", destacou o secretário Almir Melo.

Lembrando que essa investigação foi sugerida por moradores durante encontro promovido pelo Blog do Rio Vermelho com representantes da Embasa, Inema e outras entidades, na Biblioteca Juracy Magalhães Jr, no dia 30/03/2015 dentro da proposta de mobilização para revitalização da Praia da Paciência.

Leia também:

Investigação sobre esgotos clandestinos será iniciada no Rio Vermelho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.