Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Nos dois primeiros dias de Carnaval 35 foliões foram submetidos a cirurgias bucomaxilofaciais

Dos 374 atendimentos médicos realizados nos dois primeiros dias do Carnaval, 35 resultaram em cirurgias bucomaxilofaciais. Os procedimentos foram realizados pelas cinco equipes de cirurgiões da especialidade que atendem nos postos durante a festa. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (24) pelo secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, na coletiva de imprensa do balanço do segundo dia de folia.

“São cirurgias importantes. Além da cirurgia na área dental com implante, se fez inclusive uma sutura de ferimento grave na amígdala”, afirmou José Rodrigues Alves. Segundo o secretário, depois de operado, o paciente teve alta. “Isso é uma demonstração da resolutividade que a gente consegue ter no atendimento”, afirmou.

A estrutura montada pela Prefeitura para o atendimento médico bucomaxilofacial no Carnaval antecipa o atendimento e diminui os riscos dos pacientes. Durante o Carnaval estão funcionando 11 postos de saúde nos circuitos em esquema de plantão 24h. São 130 leitos - 11 deles tipo UTI, além da retaguarda de atendimento do Samu 192 e unidades de emergência/hospitais.

Os postos contam com 20 leitos, instalados em locais de maior concentração de foliões. Todos contam com um leito de estabilização e equipamentos de suporte avançado. Estão de prontidão 56 ambulâncias, oito motolâncias e veículos de suporte avançado Samu 192 para remoção rápida de casos de urgência. Outras 14 unidades municipais fixas de Pronto-Atendimento e uma Emergência Odontológica, no Dique do Tororó, funcionam como apoio, também com assistência 24h durante a festa.

Recursos humanos -
A estrutura conta com um quadro de recursos humanos que contempla mais de 10 categorias profissionais como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, higienizadores, administrativos, gestores de informação, assistência social, auxiliares de enfermagem, recepcionistas, motoristas e cirurgiões. No total, são 5,3 mil plantões durante os dias de folia com mais de 1,4 mil profissionais envolvidos, sendo 170 médicos.

Nos dois primeiros dias de Carnaval 35 foliões foram submetidos a cirurgias bucomaxilofaciais

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.