Header Ads

Apesar da polêmica prefeito sanciona Lei do Barulho

Apesar da polêmica prefeito sanciona Lei do BarulhoA “Lei do Silêncio” (nº 8.675/2014), que na verdade deveria ter mudado de nome para Lei do Barulho, apesar da polêmica foi sancionada pelo prefeito e publicada no Diário Oficial do Município de segunda-feira. As mudanças estabelecem limites de decibéis mais altos em determinados períodos do ano, no Pelourinho, no Parque de Exposições, no Rio Vermelho e na Fonte Nova, o limite chega a 110 dB. A decisão tem desagradado o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) e deixado a população dividida. Confira matéria completa na Tribuna da Bahia.

Um comentário:

  1. Considero essa lei um absurdo e um atentado contra a população. Só quero saber se o bairro onde o prefeito mora está incluído na zona do barulho ! A cidade vai se transformar numa babel. com as lojas concorrendo entre si na base das caixas de som e alto-falantes cada um com maior volume do que o outro , para se sobrepor aos vizinhos As bandas , que existem às dezenas vão se esbaldar podendo sltar o som às alturas ! Dá para reconsiderar, Dr, ACM Neto ?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.