Header Ads

Reforma da casa de Jorge Amado reanima Turismo em Salvador

Reforma da casa de Jorge Amado reanima Turismo em Salvador Reforma da casa de Jorge Amado reanima Turismo em Salvador Reforma da casa de Jorge Amado reanima Turismo em Salvador Por José Queiroz (Guia de turismo especializado em Turismo Receptivo)

Parabéns, Prefeitura de Salvador, familiares e admiradores de Jorge Amado, Cultura e Turismo na capital e no estado da Bahia! Parabéns, Brasil! Finalmente uma notícia que repercutirá positivamente no país e no mundo. Há 12 anos o Brasil sofre com a má gestão do seu turismo interno, equivocadamente enaltecido pela maioria dos veículos de comunicação pelos negócios de venda de viagens, mas que omitem os atrativos vendidos que precisam de cuidados e profissionais para não perderem turistas e receitas.

A indústria turística da Bahia espera que o novo governo eleito administre o turismo do estado em parceria com as prefeituras dos vários municípios turísticos, como deve ser, sem ingerência de partidos e grupos empresariais, com profissionais competentes e objetivos claros e coletivos, com responsabilidade e geração de benefícios para baianos e turistas. Como acaba de fazer a Prefeitura de Salvador, ao reformar e entregar para a indústria cultural e turística do país um patrimônio valiosíssimo, que atenderá a interesses permanentes de pessoas e instituições de diferentes lugares e ideologias do mundo. Sem dúvida, a maior realização do turismo do Brasil nos últimos anos!

A recuperação da casa do escritor baiano, e sua abertura para o público a partir do dia 14 de novembro, inicialmente nos fins de semana, ao preço de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), é um acontecimento justo, histórico e oportuno para a Bahia. Jorge Amado faleceu em 2001, mas havia tomado precauções para preservar não apenas sua obra, mas a riquíssima contribuição que suas informações podem dar às gerações seguintes, principalmente sobre o cruzamento de culturas distintas e condições adversas que formaram o povo baiano, o mesmo que hoje se digladia influenciado por ideologias ultrapassadas e oportunistas, que, entre outras coisas, esnobam o caminhar e o peso da Cultura sobre as pessoas e a sociedade. É para festejar esta data!

É um feito oportuno para o agonizante turismo baiano, pessimamente gerido nos últimos anos, vítima de interesses de grupos diferentes que investem aleatoriamente, irresponsavelmente, sem planejamento e sem conseqüências para a ruína que causam por privilegiar resorts, cruzeiros e eventos, por abandonar o Pelourinho, Patrimônio da Humanidade, por desperdiçar mais de 1000 quilômetros de praias, por negligenciar a assistência social e a segurança das cidades, desempregando milhares de baianos e afastando as operadoras que não vendem lugares que exponham seus clientes a riscos!

Os empresários e profissionais de Salvador ainda devem ao Turismo um ‘Roteiro Jorge Amado’, similar aos que existem em outros lugares do mundo, em homenagem a outras personalidades, assim como devem atualizar seus passeios, para fazer jus à concessão dada pelo Estado e ao inevitável aumento de fluxo gerado pela realização da reforma que, certamente, será tema por um bom tempo em todos os mais de 50 países onde o escritor foi publicado. Tour Panorâmico é comum em qualquer lugar do mundo, e deve ser atualizado sempre, mas as empresas de Salvador continuam mostrando a cidade de 50 anos atrás! A Secretaria de Turismo do estado tomou vários empréstimos em nome do Recôncavo Baiano e da Baía de Todos os Santos, mas o turismo na região é precaríssimo! Mangue Seco, um dos mais belos lugares revelados pelo escritor, é completamente ignorado pelas instâncias do turismo, e está sob domínio de um prefeito que proíbe a parceria entre as agências de fora e os comerciantes locais!

É preciso que haja união dos representantes do Turismo Receptivo com as prefeituras e o governo eleito, sem precisar de interferência da Justiça, para que se trabalhe para fazer valer esta obra e que se recupere o Turismo, que pode gerar muitos empregos, renda e intercâmbio cultural. A Prefeitura de Salvador precisa assumir a divulgação da cidade, pois a Bahiatursa apenas explora os símbolos locais para vender resorts, cruzeiros e atrair eventos. Há vários depoimentos e queixas de brasileiros, argentinos, chilenos e uruguaios, principais visitantes da cidade, sobra a ausência de publicidade, de ofertas, de pacotes para Salvador, nem há um vôo regular direto de Buenos Aires ou Santiago para a capital baiana. E o turista que desce na cidade pode ir visitar outras!

O ponta pé inicial foi dado, o exemplo de disposição de trabalhar, a ação sem direcionamento, a retomada das iniciativas que realmente interessam ao setor! Mais uma vez, parabéns, Prefeitura! Agora é buscar condições para recuperar outro atrativo importante para o turista em Salvador: o Pelourinho! O lugar não suportará mais quatro anos de má gestão, precisa sobreviver, precisa dos negócios culturais que atraiam turistas e baianos, precisa estar livre de indigentes, e seguro, para as pessoas permanecerem ali! A prefeitura pode! Salvador pode! Cultura e leis podem!

2 comentários:

  1. Paloma está muito parecida com a mãe Zélia

    ResponderExcluir
  2. É verdade. Eu a confundi . Um episódio curioso que nada tem a ver com a matéria. Um dia , na Perini, tomei um susto ao ver uma senhora sentada junto à uma mesa. Sem diferença alguma , vi a minha mãe que,, àquela altura , não existia mais. Era D.Zélia , Sem tirar nem por , um doble de Emilia De Chirico Sarnelli . Nunca mais esqueci aquele encontro. As três se Parecem : a Emilia, D.Zélia e a Paolama...Me emociono ao escrever estas poucas linhas !

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.