Header Ads


Denuncie maus tratos contra crianças, disque 100

Audiência Pública pelo fortalecimento dos cinemas e casas de arte

Audiência Pública pelo fortalecimento dos cinemas e casas de arte
Espaço Itaú Glauber Rocha é um dos dois cinemas de rua de Salvador
Imagem: Erik Salles-Ag. A TARDE
Ao longo dos anos, o número de cinemas de rua de Salvador foram gradativamente reduzindo. A escassez deste tipo de espaço cultural e a baixa frequência do público soteropolitano desencadearam a necessidade de debate desta questão. No dia 30 de julho (quinta-feira) será realizada a audiência pública pelo fortalecimento dos cinemas de rua e casas de arte, a partir das 14h30, no auditório do Edifício Bahia Center (Rua Rui Barbosa).

O evento contará com a presença do secretário de Cultura do Estado da Bahia, Jorge Portugal, do presidente da Fundação Gregório de Matos, Fernando Guerreiro, do superintendente da Transalvador, Fabrício Muller e do subprefeito do Centro/Brotas, Ian Mariani.

Na década de 1920, nove espaços de cinema ocupavam a cidade, enquanto, atualmente, existem apenas três. O mais famoso deles, o Espaço Itaú de Cinema Cinema Glauber Rocha, localizado na Praça Castro Alves, já chegou a receber 1.500 pessoas aos domingos, mas hoje não passa dos 500. O diretor do cinema, Cláudio Marques, afirma que a escassez de público no espaço se deve à falta de revitalização do Centro Histórico, que gera uma sensação de insegurança. “O cidadão vai perdendo a relação com a cidade, pois acredita que o local não é seguro. Existia uma expectativa de que acontecesse uma requalificação, um movimento diferente ali na região. Aconteceu justamente o contrário”, diz.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.