Header Ads

Prefeitura instala proteção provisória para garantir funcionamento do Mercado do Peixe

Prefeitura instala proteção provisória para garantir funcionamento do Mercado do Peixe Visando normalizar o funcionamento da Praça Caramuru, antigo Mercado do Peixe, no RioVermelho, a Secretaria de Manutenção (Seman) realizou hoje (04) a instalação dos novos toldos provisórios que irão substituir a cobertura de proteção arrancada pela ação do vento e das chuvas no local ontem (03) pela manhã.

De acordo com o gestor da pasta, Marcílio Bastos, desde que as estruturas foram danificadas o corpo técnico de engenheiros da secretaria foi imediatamente acionado para que o funcionamento do espaço não fosse prejudicado. “Fizemos a vistoria em parceria com a Defesa Civil (Codesal) e já demos início a substituição da estrutura. A empresa responsável está executando o serviço sob supervisão da Seman e até o final da noite teremos dois toldos provisórios já postos no local”, explicou.

O projeto para a nova cobertura fixa já está sendo elaborado através da empresa responsável pela colocação do equipamento e será avaliado e aprovado pelos técnicos da secretaria. A proposta é que o projeto inclua uma análise criteriosa que identifique os pontos frágeis da lona e possam ser corrigidos. Após esta etapa será agendada uma data para instalação da cobertura.

“A instalação não irá atrapalhar o funcionamento dos quiosques porque iremos programá-la para ser realizada durante a madrugada. É importante ressaltar que toda a parte estrutural do mercado continua intacta e sem nenhum dano ou problema. Ela foi construída seguindo todos os parâmetros técnicos para resistir a ventos de até 130 km por hora”, afirmou Marcílio Bastos.

O toldo provisório também é de qualidade, segue o mesmo modelo utilizado em estruturas de shows e desempenha o mesmo papel da cobertura danificada.Todos os custos referentes à substituição dos equipamentos e à instalação do toldo provisório são de responsabilidade da empresa Nova Era, sem prejuízos ao município. (Com informação da Agecom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.