Header Ads

Mais um cidadão morto no Rio Vermelho

O mototaxista Caio de Almeida de Melo Silva, 27 anos, morto em um assalto no Rio Vermelho, entrou em luta corporal com os ladrões para defender um tio. Segundo relato da família, Caio estava estacionando o carro na porta de casa quando foi abordado pelos assaltantes. Familiares estavam reunidos no local do crime nesta quarta-feira (22).

O grupo, formado por duas mulheres e um homem, pediu o celular, a carteira e o relógio da vítima. Após entregar os objetos, eles também pediram que Caio desse o carro e a moto, que estava guardada dentro da garagem de casa.

Mais um cidadão morto no Rio Vermelho

Segundo familiares, Caio disse então que a chave estava em casa, e foi acompanhado pelo grupo para abrir a garagem e entregar a moto. Quando estavam descendo a escada, o tio do mototaxista, Raimundo Moraes, 41 anos, estava chegando e um dos ladrões apontou a arma pra ele.

Para defender o tio, Caio empurrou o assaltante e entrou em luta corporal. Os dois saíram rolando a escada e caíram no meio da rua, onde o mototaxista foi baleado. Atingido, ele pediu socorro ao tio. "Ele disse 'cuide da minha filha como se fosse sua, me aperta, me abraça forte que eu vou morrer'", contou o tio.

Caio morava com os avós e deixa esposa e uma filha de 5 anos. O corpo dele deve ser sepultado ainda nesta quarta, no Cemitério Campo Santo. Informa Correio 24h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.