Header Ads

Rio Vermelho entre os bairros de Salvador com o maior índice de assalto a ônibus

Em matéria a um diário de grande circulação da cidade o delegado do GERRC, José Nelis de Araújo esclarece os pontos de ônibus mais assaltados da cidade.

Ele explica que o trecho da BR-324 que fica dentro de Salvador empatou nesta terça-feira com a Avenida Paralela em número de assaltos a ônibus. As localidades de Bom Juá, Jaqueira do Carneiro, Porto Seco e Brasilgás somam 71 casos segundo o boletim diário da SSP, mesmo número da Paralela.

"A região do Bom Juá é a que tem mais casos por conta da possibilidade de fuga. O mesmo na Paralela, onde os bandidos roubam e fogem para as áreas da Baixa do Tubo e Cosme de Farias", explica o delegado titular do GERRC. Na rodovia federal, mais da metade dos casos de 2016 foram registrados no segundo trimestre do ano, com 30 assaltos na área. A recorrência de crimes no local rende histórias como a do motorista de ônibus Jorge Batista, que em menos de três meses foi assaltado duas vezes no mesmo local. "A situação não muda, a gente tem que ficar calmo e não reagir", afirma ele.

A surpresa de 2016, no entanto, é o Rio Vermelho passar em números de casos a Avenida Bonocô, conhecida área de assalto a coletivo. “O Rio Vermelho era uma área controlada. Eu estava até conversando com o comando da Operação Gêmeos (PM) e chegamos à conclusão que esse estouro de casos tem a ver com a movimentação do trânsito e por ser uma área com um poder aquisitivo maior, com pessoas que estão nos ônibus com pertences que são interesse dos ladrões”, avalia Nelis. Os assaltantes de ônibus focam principalmente nos passageiros, mas ao contabilizar os valores roubados do cobrador informado nas ocorrências registradas no boletim diário, o prejuízo das empresas de ônibus em 2016 já passa de R$ 125 mil.

O Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), unidade da Policia Civil subordinada à Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), intensificou suas ações. Para isso, disponibilizou o telefone 3312-2961 para que o usuário do sistema de transporte urbano possa denunciar ocorrências de assaltos sem a necessidade de custear tarifa telefônica, bastando utilizar o prefixo 9090. 

O Serviço Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública (3235-0000) é outro meio para denunciar a ação de criminosos na frota de ônibus.

O cidadão que presenciar ou tenha sido vítima de assalto em ônibus pode auxiliar o trabalho dos policiais do Gerrc. Basta informar, através do telefone 9090 3312-2961, as características do autor, como aparência física, traje e outros detalhes que possam auxiliar o seu reconhecimento para posterior captura.

O cadastro de infratores, as imagens captadas durante os assaltos por micro-câmeras instaladas na frota urbana e a participação do cidadão, denunciando a ação de marginais têm contribuído para otimizar o trabalho da polícia no combate aos assaltos em coletivos.

Além de investigativa, a atuação das equipes do GERRC caracteriza-se pela abordagem de passageiros em pontos estratégicos, feita em parceria com a Polícia Militar. Como resultado do reforço das ações de combate aos roubos a ônibus na capital tem registrado uma média diária entre duas e três ocorrências, contra os mais de 30 assaltos que aconteciam quase todos os dias antes da criação do GERRC.

Rio Vermelho entre os bairros de Salvador com o maior índice de assalto a ônibus

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.