Header Ads

Moradores continuam cobrando retorno do ponto de ônibus

Por Miguel Hermida

Somos diariamente cobrados sobre a volta do ponto para o local que já existia há mais de 45 anos. Alega que foi feito um estudo e esse ponto causava engarrafamento. E eu como sou morador digo que o estudo foi mal feito e provo. 
  1. Primeiro, o engarrafamento causado era por causa do retorno que não mais existe na praça Brigadeiro Faria Rocha.
  2. Segundo, acontecia porque na referida praça estacionavam ao lado das calçadas atrapalhando o retorno dos ônibus que muitas vezes não podiam parar no ponto e paravam no meio da rua travando assim os carros que utilizariam o retorno e causando engarrafamento na Rua Odilon Santos. 
  3. Terceiro a sinaleira existente nesse retorno que dava acesso a Rua Osvaldo Cruz, que no horário de pico engarrafava e não dava vencimento ao fluxo de saída do referido retorno. 
Então solicito que o ponto retorne ao local de origem como foi feito com o retorno da Rua da Paciência com a entrada da Garibaldi. Agradeço se essa solicitação for aceita pelo responsável técnico.

Entenda o caso: Qual é mesmo a utilidade desse ponto?

Moradores continuam cobrando retorno do ponto de ônibus
Da esquina da Farmácia, na saída a Rua Fonte do Boi, o ponto foi transferido para um local deserto
que os moradores consideram perigoso.

8 comentários:

  1. Não entendo o motivo de no rio vermelho ter praticamente um ponto em cada esquina. Igreja de Santana, mercado do peixe, fonte do boi e bompreco. Povo reclama de tudo. Logo vão querer que os ônibus dêem volta na fonte do boi para andar o mínimo possível. Vamos nos preocupar com o que é de fato relevante. Falta do que fazer. ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Senhor deve andar de carro por essa razão está com esse pensamento se fosse usuários dos transportes coletivos, certamente não faria esse comentário.Mas infelizmente a humanidade é assim mesmo, cada um só pensa no seu próprio umbigo!

      Excluir
    2. Pelo contrário, sou usuário 100% de transporte público. E moro na fonte do boi. Apenas sou testemunha de como o trânsito melhorou pois o acúmulo de ônibus na confluência da rua atrapalha a vida. E já me adaptei indo pegar o bus no mercado do peixe nos horários ditos mais desertos.

      Excluir
  2. Muito perigoso mesmo!Já vi vários assaltos a pedestres nesse local.Pela manhã fica muito dificil transutar nesse local.

    ResponderExcluir
  3. Pra quem tem mobilidade reduzida o ponto de ônibus onde está, do jeito que está, é inócuo. A calçada é inacessível. Além do risco de assaltos. Para mulheres, idosos e deficientes a parada de ônibus não existe. Ou seja, para a maioria.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber do Sr.Carlos se ele só se preocupa com ele, e esquece que vivemos em comunidade.Que temos na rua uma grande quantidades de pessoas com idade avançada e trabalhadores dos comércios e hotéis que saem em horários avançados após muitos de nos estarmos dormindo, ao fim de uma jornada de trabalho cansativa.
    Espero que apreendamos a ter mais consciência e olharmos o bairro e a rua näo como nosso e sim como de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O morador Carlos diz que já se habitou a pegar ônibus no Mercado do Peixe nos horários mais desertos, porém quem chega da Faculdade ou mesmo trabalha até mais tarde e tem que descer nesse ponto para voltar pra casa, como fica? É muito complicado isso! E nos dias de chuva? Mesmo com sombrinhas ou gurda-chuva com essa distância vai chegar em casa ou no trabalho molhado? É isso mesmo?

      Excluir
  5. Secretário de Mobilidade continua insensível para relocar o ponto para o local de origem ,não cumprindo o que foi dito pelos prepostos da construtora, que o ponto iria ser colocado onde esta provisoriamente, enquanto requalificavam a Praça Brigadeiro Farias Rocha para facilitar que o material fosse entregue, sem causar engarrafamento. Eu pergunto será que teremos que fazer uma manifestação travando a Rua Odilon Santos como muitos moradores e frequentadores propõem, para causar transtorno a cidade ?Acho que os nossos governantes deveriam ouvir mais o povo e até fazer uma pesquisa com moradores e frequentadores do bairro sobre o assunto.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.