Header Ads

Moradores apontam problemas nos trechos que não foram requalificados

Importante via de acesso para a orla, a rua Odilon Santos, não foi contemplada com a requalificação do Rio Vermelho. Passeios irregulares e malha de asfalto ondulados e com buracos, quando chove, é banho na certa para quem circula pelo local. O mesmo ocorre com a rua Oswaldo Cruz. A rua Marques de Monte Santo também sofre o mesmo processo de deterioração. A Secretaria de Mobilidade deslocou o ponto de ônibus que ficava na entrada da rua da Fonte do Boi, para a rua Marquês de Monte Santo e o resultado é catastrófico: segundo o secretário de mobilidade, "foi feito um estudo para desafogar o trânsito". Mas não previu que os ônibus quando viram na curva da Odilon Santos para a Marques de Monte Santo, já vem com uma velocidade considerável e na maioria das vezes, não dá tempo de parar no ponto. Sem contar que o referido ponto não oferece a mínima segurança aos usuários. Passeios esburacados, com poças d’água quando chove, não dá pra ficar no local: é banho na certa. E o mais grave: área de constantes assaltos, seguido de agressões físicas.

De acordo com os moradores chega a ser desumano ver pessoas com dificuldades de locomoção, se deslocando para o Largo da Mariquita para pegar, ou descer do ônibus, embaixo de chuva, ou sol a pino.

Leia também: A luta pelo retorno do ponto de ônibus para a esquina da Rua Fonte do Boi continua

Moradores apontam problemas nos trechos que não foram requalificados

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.