Header Ads

Mobilização pela recuperação da Igrejinha de Sant´Ana recebe adesões nas redes sociais

A campanha lançada pelo Blog pelas redes sócias para chamar atenção sobre a urgência de recuperar a antiga Igrejinha de Sant`Ana, no Rio Vermelho, vem recebendo importantes adesões e centenas de comentários de moradores e não moradores se colocando à disposição para ajudar. Mas  falta  uma coordenação para definir as estratégias.

 Seria oportuno que as entidades do bairro assumissem  esse papel, agregando as pessoas interessadas em contribuir e convocando os representantes do poder público e da Arquidiocese   para que seja dada uma solução o mais rápido possível e impedir que a igrejinha que é tão emblemática para o bairro do Rio Vermelho, sofra maiores danos em razão do abandono.

 Essa é uma articulação que precisa ser construída coletivamente, nenhuma entidade sozinha vai  resolver essa pendenga. As implicações são muitas e seguramente a  principal delas é a autorização da Igreja para a reforma  e a cessão para que se dê ao local uma utilidade dentro do perfil do  bairro, com forte influencia para as artes . Outro aspecto não menos importante diz respeito aos recursos necessários para tocar a obra . São muitos os problemas, o telhado, fiação elétrica, instalação hidráulica e por ai via!  O prédio é antigo, está há muito tempo sem manutenção  e esse tipo de construção, quando começa a se mexer, cada vez mais aparecem problemas.  

O Site Cidade da Bahia.com.br editado pelo influente jornalista Diogo Tavares, publicou postagem com o título “Restauração da Igrejinha de Sant`Ana mobiliza moradores. A também jornalista Nadya Argôlo, entrou na luta e já avisou que vai procurar o padre Ângelo, para saber a real situação do imóvel que pertence à Arquidiocese. 

Gorga( Gorgonio Souza), jornalista ligado a área de turismo, também usou as redes sociais para se manifestar: “Salvador herdou um patrimônio cultural invejável dos portugueses. Há mais de 200 anos só fizemos destruir essa riqueza. Entre tantos, destruímos a igreja da Pç da Sé, a Biblioteca Pública e Imprensa Oficial, ambos na praça Municipal para dar lugar ao prédio da Prefeitura, dezenas de casarões centenários estão desabando. Se não tiver uma reforma urgente, este será o fim da Igreja do Rio Vermelho, virar mais uma ruína na cidade. Olha o estado do seu interior. As escoras estão podres e o teto com cupins... É isso que você quer? Você vai deixar acontecer? Vamos lutar pela recuperação do nosso monumento. Entre nessa luta, contamos com você..” 

Comerciantes do bairro também estão se movimentando. Vamos torcer para que toda essa mobilização tenha seguimento e resulte na restauração da Igrejinha e na utilização adequada do espaço, em beneficio da comunidade, do bairro e da cidade. 

                                O teto já está escorado por uma viga  improvisada  de madeira 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.