Header Ads

Moradora reclama com razão da bagunça que se instalou no bairro

Moradora reclama com razão da bagunça que se instalou no bairro Moradora reclama com razão da bagunça que se instalou no bairro Moradora reclama com razão da bagunça que se instalou no bairroA mensagem foi enviada para a Amarv na semana passada, como também recebemos e a autora não pediu reserva na divulgação, segue na íntegra o e-mail que não deixa de ser mais um alerta de como os moradores estão sentido o bairro.

Bom dia a todos,

Como gestora de um empreendimento hoteleiro no Rio Vermelho, me envergonho muitas vezes da sujeira das ruas.

Mostrar o que a quem visita a nossa cidade?

O Mercado do Peixe com o barulho que inviabiliza o uso de 50% dos apartamentos do meu hotel nos finais de semana com seu som alto, ignorado pela SUCOM sistematicamente.
Como eles dizem – o som vem de carros e não dos bares. E para isto o flagrante é difícil – é como brincar de gato e rato. Isto na visita que fiz lá pessoalmente com Dr Silvio.

Para completar eu moro no Rio Vermelho. Esta semana tive minha janela (de um apto de fundos) perfurada por uma bala de revolver de um policial trapalhão. Ao perseguir um jovem meliante que se refugiou na casa que era usada como comitê eleitora de BOBO e agora está vazia, tentou pular para o prédio onde resido. O brilhante policial, muito bem treinado então, atirou PARA CIMA. Só para assustar. Poderia ter matado minha mãe, um dos meus filhos ou a mim. Acertou minha janela da sala.

Esta semana um tiroteio pelo meio da rua na perseguição a um bandido que furtou um veiculo e correu justo pra cá. Fora a legião de mendigos e os assaltos no ponto de ônibus que fica na frente do posto de gasolina da rua Conselheiro Pedro Luis.

Precisamos a curto prazo de policiamento ostensivo BEM TREINADO.

A médio prazo de uma geral no bairro em termos de paisagismo, recuperação das praças (colocação dos equipamentos que já foram instalados na orla de Amaralina e são destruídos pelos usuários apesar de serem destinados a pratica de exercícios por idosos), mais latas de lixo para disciplinar uma população que está mal educada pois a cidade nunca disponibilizou numero grande de lixeiras para que seus moradores respeitassem os espaços públicos, redução dos ruídos constantes (mercado do peixe e praça dos motoqueiros), CALÇADAS DECENTES para que os idosos possam caminhar e FISCALIZAÇÃO para este monte de botecos horrorosos que proliferam no bairro.

Salvador está muito distante de ser um lugar onde a cidadania é ensinada.
Atenciosamente,
Claudia Simoes

4 comentários:

  1. Vocês divulgaram a identidade da pessoa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual o problema? A pessoa não pediu para preservar o nome e nem tampouco está dizendo nada que todos que moram no Rio Vermelho não saibam. São problemas tradados diariamente aqui no Blog. Um desabafo perfeitamente coerente.

      Excluir
  2. Essa senhora disse o que todos os moradores do bairro tentam dizer todo dia, e ela nem falou sobre o doente mental que fica agredindo crianças, jovens e idosos na praça fonte do boi, não podemos nem levar mais as crianças lá sem serem atacadas por aquele maluco! e o mesmo problema acontece em todas as praças do Rio vermelho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que podem levar crianças na Fonte do Boi. Vai com um porrete na mão, se o maluco for para cima de vocês, desce a porrada nele. Defenda-se. Parece que somos todos umas ovelhas amedrontadas.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.