Header Ads

Policial Federal conta como foi o assalto na pizzaria da Almirante Barroso

Um policial federal compareceu, na tarde desta segunda-feira (15), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para prestar esclarecimentos ao delegado Marcelo Sansão, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), que apura as circunstâncias do assalto, ocorrido na noite de domingo (14), numa pizzaria, no bairro do Rio Vermelho, que resultou na morte de um dos assaltantes.
Policial Federal conta como foi o assalto  na pizzaria da Almirante Barroso

O ladrão, que ainda não foi identificado, acabou baleado depois que o policial deu voz de prisão a ele e mais dois comparsas, que reagiram atirando. Durante a troca de tiros, um dos criminosos foi baleado e morreu no local. Os outros dois conseguiram fugir a bordo de um Fiat Idea, cor branca, de placa OZD-8559, tomado de assalto, no dia anterior, na Avenida Centenário.

Durante o depoimento, o policial informou que o trio invadiu o estabelecimento e anunciou o assalto, recolhendo os pertences dos clientes, e agindo com agressividade. Ele, que estava acompanhado da família e com uma filha no colo, recebeu uma coronhada. Em seguida os assaltantes deixaram a pizzaria e foram perseguidos pelo policial que os abordou.

Segundo o delegado Marcelo Sansão, a pistola 9mm utilizada pelo policial, e a arma do assaltante morto, uma pistola calibre 380, já foram recolhidas e encaminhadas para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). O delegado apurou que a quadrilha é oriunda do Nordeste de Amaralina e já tinha tentado assaltar outros estabelecimentos, no domingo, sem sucesso, até chegarem na pizzaria. Depois de ouvido o policial federal foi liberado.

Um comentário:

  1. Parabéns ao policial. Pena que não conseguiu pegar os outros dois marginais. O que morreu, coitadinho, não vai comer mais o peru de Natal!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.