Blog do Rio Vermelho, a voz do bairro

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Esgoto jorra na Praia da Paciêcnia

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Embasa lança edital de abertura de novo concurso público

Embasa lança edital de abertura de novo concurso público A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), publicou, na edição do Diário Oficial do Estado deste fim de semana (29 e 30 de agosto), o edital de abertura de concurso público visando ao preenchimento de nove vagas (três médicos do trabalho, dois enfermeiros do trabalho e quatro técnicos de Segurança do Trabalho).

O prazo de inscrição se inicia às 0h do dia 4 de setembro e vai até às 23h59min do dia 29 de setembro. Para se inscrever, o candidato deve acessar o site do organizador do concurso (http://www.ibfc.org.br), o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), fornecer as informações requisitadas, imprimir o boleto bancário e pagar, até a data indicada no boleto, o valor de R$ 80 (para concorrer às vagas de técnico de Segurança do Trabalho) ou de R$ 120 (para as vagas de enfermeiro e médico do trabalho). As provas serão aplicadas no dia 18 de outubro de 2015, na cidade de Salvador.

Os interessados na isenção do pagamento do valor da inscrição devem fazer a solicitação no site do IBFC, do dia 4 de setembro até o dia 8 de setembro. No site do IBFC, os candidatos poderão acessar todas as informações e critérios necessários para participar desta seleção.

O que você acha dos novos quiosques da orla?

O que você acha dos novos quiosques da orla?Esses são os modelos dos novos quiosques que a prefeitura encomendou para a orla de Salvador, inclusive para o espaço da Mariquita, em substituição ao Mercado do Peixe que será demolido.

Você gostou? Dê sua opinião.O que você acha dos novos quiosques da orla?O que você acha dos novos quiosques da orla?

domingo, 30 de agosto de 2015

Iluminação da praça Pau Brasil regularizada

O Blog mostrou e a prefeitura tomou as devidas providências e a iluminação da Praça Pau Brasil já está regularizada. Mais um serviço prestado à comunidade sempre contando com a agilidade do subprefeito Raimundo Castro, que vem realizando um excelente trabalho no bairro.

Iluminação da praça Pau Brasil regularizada
Iluminação da praça Pau Brasil regularizada

Samba Retrô na Varanda do SESI todas as terças de setembro

Samba Retrô na Varanda do SESI todas as terças de setembro Samba Retrô na Varanda do SESI todas as terças de setembro O cantor, compositor, violonista e produtor cultural Valdir Lopes faz temporada de shows na Varanda do Teatro do Sesi (Rio Vermelho), todas as terças-feiras do mês de setembro, a partir das 22h. O show “Valdir Lopes Canta - Ederaldo Gentil, Gordurinha & Noel Rosa" faz um resgate do samba “retrô” brasileiro, com uma linguagem jazzística e contemporânea e estabelece um “link” entre sambas de Valdir Lopes e dos compositores Ederaldo Gentil, Gordurinha e Noel Rosa. No palco, Valdir Lopes, na voz, violão, arranjos, Zito Moura no teclado, Jacques Lins no contrabaixo e Chico Sá na bateria.

Sobre os mestres - Ederaldo Gentil, nascido no Largo Dois de Julho, em Salvador, cantor e compositor, autor de “Samba, Canto Livre de um Povo”, um dos melhores discos da década de 70, compositor gravado por Elza Soares, Beth Carvalho, Riachão, Batatinha. É dele a inesquecível “O Ouro e a Madeira”.

O também baiano Gordurinha, cantor, compositor e radialista, além de ter feito sucesso como apresentador de programas de rádio no auge da Era do Rádio brasileiro, é autor de sucessos como"Chiclete com Banana", parceria com Almira Castilho, gravado com grande sucesso por Jackson do Pandeiro.

Noel Rosa, compositor, cantor e violonista, um dos nomes mais importantes da música brasileira, carioca nascido na Vila Isabel, autor de pérolas como “Dama do Cabaré” e “Último Desejo”.

Serviço

Show “Valdir Lopes Canta - Ederaldo Gentil, Gordurinha & Noel Rosa"

Dias 01, 08, 15 e 22, (terças-feiras) de Setembro de 2015, sempre às 22h.
Couvert: R$ 20,00

Tens ou não medo de injeção? (Artigo)

Tens ou não medo de injeção? (Artigo) Por Egnaldo Araújo

Por mais que me esforce sempre tive medo de tomar injeção, na veia então? Uma covardia de má hora, mesmo no melhor dia de sol e praia; uma vergonha para um adulto alfabetizado como eu. Pois não é que tive que passar por esse sufoco esta semana?

Pois é, devido a uma crise de artrite no ombro direito, após passar três longas noites a sofrer dores, sem poder dormir direito. Não houve escolha: Tive que ir parar numa Emergência hospitalar e entrar na agulha direitinho, mas, o médico ortopedista capixaba Dr.Daniel não deu a mínima para a minha paranoia, contudo me deu um alento: “Podes chorar se quiseres, mas vou quebrar o seu galho, aplicarei uma morfina no local, afim de que não sofras muito quando fizer com essa agulha grossona a infiltração intra-dérmica, que o caso requer”.

SUAR FRIO

Estava eu bem na minha, calmo, sentadinho na enfermaria quando ali adentra a enfermeira empurrando um daqueles carrinhos de chá parecidos com os de restaurantes grã-finos repleto de sobremesas deliciosas, mas aquele não, o tal veículo vinha cheio mesmo era de seringas, esparadrapos, ampolas e uma tralha completa para que acontecesse em mim aquele procedimento, que me deixou a ficar a suar frio. A situação realmente começou a ficar quente mesmo, foi quando o doutor adentrou na pequena saleta, de máscara, e foi logo retirando do carrinho um par de luvas branquinhas, com talquinhos por dentro para facilitar a sua utilização pelo usuário, o Dr. Daniel (que você deve se lembrar daquele personagem bíblico que adentrou sozinho uma cova de leões famintos e de lá saiu ileso. E ali na sua função ele tinha que matar (em dores) não um, mas vários leões por dia).

ORAÇÃO

Comecei a orar profundamente foi quando a assistente me falou: O senhor poderia tirar a sua camisa, por favor? A coisa ficou pior não foi quando ela começou a desinfetar o local das aplicações com éter que inundou todo o ambiente com o seu forte cheiro; Mas sim quando o médico começou a aplicar as duas injeções: Quando ele mirou o local e enfiou a agulha contendo a anestesia local, (quando ela bateu lá no fundo, fez tiiinnn, aí, o meu olho roxo ficou tão tenso que alí não passava nem pensamento (he he he); já na segunda, quando a anestesia já fora aplicada, foi só beleza pura, veio aquela da agulha grossona, a qual iria chafurdar por dentro de meu amado velho ombrinho querido. Não tive outra escolha senão olhar para o alto e deixar rolar o tal procedimento, que, até não demorou mais que cinco minutos. Deixando-me livre, para mais que depressa ir me aliviar no sanitário mais próximo, evitando me urinar todo ali mesmo. (Mas quando me perguntam como me saio dessas furadas, respondo que sou muito “ma xo xotoooo” mesmo.)

Eu bem sei que você não tem medo algum de tomar injeções, principalmente quando isso venha a ocorrer em outra pessoa que não seja você própria. He He He...

CUIDADOS

Veja bem os cuidados que se deve ter para se ter em si o uso de remédios através da aplicação de injeções: 1) Serem receitadas por médico competente; 2) Serem aplicadas por profissionais abalizados da área de Enfermagem, e, acima de tudo para aplicação, só utilizar materiais extremamente esterilizados. Ainda mesmo assim, tem-se que ter o maior cuidado com as dosagens receitadas, (para não serem compradas com dosagens trocadas, ou muito acima, ou muito abaixo do solicitado) assim como, deve-se verificar se a medicação indicada para aplicação venosa, não foi trocada por intramuscular. Ou seja, se o médico pede uma injeção, por exemplo, de cálcio, para aplicação muscular e você, por engano a aplica na veia, isso poderá problema seríssimo de risco de vida.

Muita Paz
Egnaldo Araújo - DRT – 4230 -= DF.

Arte em ritmo de carnaval no Largo da Mariquita - 18.02.2006

Arte em ritmo de carnaval no Largo da Mariquita - 18.02.2006
ARTE EM RITMO DE CARNAVAL NO LARGO DA MARIQUITA
A TARDE, 18.02.2006, Local, p.6, Cristina de Moraes

A pressão funcionou e o trambolho foi para o chão

A pressão funcionou e o trambolho foi para a chão
Trambolho impedido a visão do mar 
A pressão funcionou e o trambolho foi para a chão
A pressão funcionou e o trambolho foi para a chão
Trambolho no chão 
Depois de muitos protestos felizmente os trambolhos da Coelba construídos ao lado da Igreja e Sant`Anna e no calçadão da orla próximos às quadras foram demolidas. Não tinha mesmo sentido insistir na manutenção das mesmas, até porque, não constavam do projeto que foi discutido e aprovado por entidades e moradores do bairro.Uma intervenção cara que no final estaria bastante comprometida com as centrais da Coelba em locais completamente inadequados.

Entenda o caso:

O "trambalho" ao lado da Igreja foi demolido e o da Paciência quando vai para o chão?

Comissão se reúne para elaborar documento ao Prefeito relatando descontentamento com o andamento das obras no bairro

Projeto em execução no Rio Vermelho não é o aprovado pelos moradores

Prefeitura diz que não recebeu nenhuma notificação do MPF questionando obras do Rio Vermelho

Ministério Publico abre inquérito para investigar denuncias de irregularidades nas obras do Rio Vermelho

Essa é a coisa mais absurda que já fizeram com o Rio Vermelho nas últimas décadas. Vergonha!

E ai prefeito ACM, gostou do "trambolho" na orla da Paciência? Vai ficar assim mesmo?

Trambolho continua no mesmo lugar e a prefeitura permanece em silêncio

É isso mesmo prefeito ACM? Essa esculhambação vai ser mantida?

O "trambolho" em construção na orla da Paciência é da Coelba. Como é que a prefeitura autoriza uma obra dessa é que não dá para entender

Que trambolho é esse na orla do Rio Vermelho prefeito?

sábado, 29 de agosto de 2015

Cadê a Transalvador?

Cadê a Transalvador?

A Rua Almirante Barroso, no Rio Vermelho, amanheceu neste sábado (29), com carros estacionados nos dois lados da pista, inclusive na esquina da ladeira, resultado de uma rave que começou na sexta-feira, em um bar das proximidades e só acabou por volta das 10h30 da manhã de sábado com a presença da policia.

Praça Pau Brasil completamente às escuras

A Praça Pau Brasil, próxima ao Colégio Estadual Manuel Devoto, onde o Bairro-Escola Rio Vermelho realizou uma excelente ação no mês passado, inclusive, com a inauguração da uma minibiblioteca comunitária, promovida pelo projeto Livre Livros, e a prefeitura também participou com trabalho de limpeza capinação e substituição de lâmpadas e plantio de árvores, encontra-se completamente às escuras afugentando as pessoas do local. A única iluminação que ainda resta é a da lua. Outro agravante é a falta de policiamento na área o que tem levado insegurança e medo para os moradores e pedestres. A prefeitura ou a Coelba precisam aparecer para solucionar o problema da iluminação e a 12ª CIPM deve realizar rondas mais frequentes na área, parando a viatura por algum tempo próximo à praça dando assim mais tranquilidade para alunos e professores que saem do Colégio e também para os moradores que chegam em suas casa à noite.

Praça Pau Brasil completamente às escuras
Praça Pau Brasil completamente às escuras